Origem.biz foi concebido como um rizoma que cresce em todas as direções: no sentido vertical, relacionando ascendentes e descendentes; mas também no sentido horizontal, registrando colaterais. Cada registro pode expandir-se, por sua vez, pelos dois eixos, formando uma rede complexa capaz de espelhar a mescla das sucessivas gerações. Desse modo, trata-se de uma base de dados que permite, de modo simples, consultas em qualquer desses extratos.

Isso evita os métodos tradicionais de registro genealógico, que têm de lidar com uma sucessão de capítulos, nem sempre fácil de acompanhar, quando se trata de relacionar os descendentes de certos fundadores de linhagens, ou então, nas árvores de costado, com o desdobramento de números  destinados a identificar filiações, os quais se sucedem em múltiplos cada vez maiores, na proporção mesma em que se desenrolam as gerações. No mesmo sentido, como os casamentos entre parentes são relativamente comuns, em alguns casos apresentando-se em proporção elevada, a forma rizomática de Origem.biz permite que os elos intrafamiliares se mostrem, mantendo-se a simplicidade do sistema, sem a necessidade de inúmeras remissões.

Os verbetes relativos a cada personagem apresentam os dados mais relevantes de suas biografias, ajuntando-se, quando é o caso, imagens na forma de pinturas, desenhos ou fotografias. Esses registros, na medida da necessidade ou de novos achados e informações, podem igualmente ser enriquecidos. Para isso, toda contribuição é bem vinda e os nomes dos colaboradores serão sistematicamente registrados. Os dados de Origem.biz podem ser citados e utilizados, desde que sem fins comerciais. Solicita-se que a fonte seja indicada.

O link intitulado Notas reproduz a documentação usada para a elaboração dos verbetes, mas inclui também dados relativos a pessoas cujo entrocamento nas famílias apresentadas ainda não foi devidamente esclarecido. Trata-se, portanto, de material de trabalho, que fica igualmente disponibilizado para os interessados, podendo ser utilizado, desde que com fins não-comerciais. Pede-se apenas que se registre que foram obtidos em Origem.biz.

Nem sempre é possível saber com exatidão o nome completo das pessoas, o que é comum em registros de batismo e, sobretudo quando se trata de mulheres, também em inventários. Nestes casos, o sobrenome paterno ou materno se põe após o nome conhecido, entre parênteses, apenas para que fique registrada a família a que pertence o indivíduo referido. Saliente-se que os critérios de adoção de sobrenomes, anteriormente ao século XX, são bastante fluidos, não se podendo ter certeza quando não há menção explícita na documentação disponível.

Cumpre registrar que, na Internet, existe atualmente uma quantidade bastante considerável de informações, que, a par dos estudos tradicionais sob a forma de livros, auxiliam muito o genealogista. Em especial, deve-se ressaltar a importância do Projeto Compartilhar (www.projetocompartilhar.org), sob a liderança de Bartyra Sette e Regina Moraes Junqueira, que vem disponibilizando, com a ajuda de uma rede de colaboradores, importantes fontes primárias relativas aos povoadores de São Paulo e de Minas Gerais.  A par de instrumentos como este, Origem.biz tem como objetivo lançar luz sob nosso passado, perseguindo as marcas daqueles que o fizeram.

Jacyntho Lins Brandão (Editor)