Siglas:

ACSR: Aquivo Civil de São João del Rei

BG: Batizados de Guarapiranga. Arquivo Eclesiástico da Arquidiocese de Mariana

CC: Centro de Estudos do Ciclo do Ouro, Casa dos Contos de Ouro Preto

CPCN: Cartório de Paz de Capela Nova

CPSO: Cartório de Paz de Senhora de Oliveira

CI: Casamentos de Itaverava. Arquivo Eclesiástico da Arquidiocese de Mariana

CSM1: Cartório do 1º. Ofício de Notas, Casa Setecentista de Mariana

CSM2: Cartório do 2º. Ofício de Notas, Casa Setecentista de Mariana

CSMrt: Registros de Testamentos, Cartório do 1o. Ofício de Notas, Casa Setecentistas de Mariana

CSMs: Sesmarias, Casa Setecentista de Mariana

MP: Mapas de População do Censo de 1830-40, Arquivo Público Mineiro

NP: Antonio José Victoriano Borges da Fonseca, Nobiliarchia pernambucana.

RAPM: Revista do Arquivo Público Mineiro

VT: Raymundo Trindade, Velhos troncos mineiros

 

 

? (Dias dos Anjos): BG, T15, fl. 220v.: filho de Antonio Dias dos Anjos e D. (...)a Clara de Oliveira, batizado em Guarapiranga, em 2?/3/1838

? (Dias Ladeira): BG, T15, fl. 20v.: (Joaquim?), filho de José Dias Ladeira e Francisca Clara Teixeira, batizado em 9/5/1802, em Guarapiranga

? (Teixeira Guimarães): BG, T15, fl. 13v.: filho do Alferes Antônio Teixeira Guimarães e Anna Clara de Jesus, batizada em 1802, em Guarapiranga

Alexandre Rocha de Oliveira Júnior: eleitor paroquial - Senhora de Oliveira - Em 1875, SO possuía 3 “eleitores parochiais”

Alexandre Rocha de Oliveira: CPSO,: 1839: casado com Francisca Rosa da Silva, herdeira de José Ignácio da Silva Araújo, herdeiro de Anna Joaquina da Silva - Senhora de Oliveira

Alexandre Rocha de Oliveira: Juiz de Paz - Senhora de Oliveira - Relação dos “homens de bem” de SO, 1864

Alexandre Teixeira da Silva: CPSO, 1839: casado com Anna Umbelina Rosa da Silva, herdeira de Anna Joaquina da Silva - Senhora de Oliveira

Alexandre Teixeira: CSM1, 40, 914: Inventariante: Alferes João Teixeira de Oliveira - 1813

Alexandre Teixeira de Oliveira: CSM1, cód. 148, auto 3105: Alexandre Teixeira de Oliveira foi inventariante, em 1831, de Julianna Tomasia da Silveira

Amantino Ferreira Maciel, Coronel: Piranga - construiu a usina S. Teresinha em S. de Oliveira - Primeira metade do séc. XX

Ana Maria de Jesus: 1766 – Itaverava - Inventariante: Manoel Lopes da Cruz, ACSR, Loc. 1: Piranga, T1: S, Loc. 2: Itaverava, T2: Fr., Loc. 3: São José, T3: T, Leg: P, caixa 108

Anacleto: BG T15 fl. 46r., 1803 – Piranga  Antônio José da Conceição - Francisca de Paula da Cunha, nascido em 1/1/1803, batizado em 16/1/1803

André Barbosa Veloso/CSM1, 72, 1528: 1800 - inventariante Rosa Dias dos Anjos

Anna: 10 annos/ MP Guarapiranga 1839: 1829 - Alferes Francisco da Silva Araújo - Eugênia Francisca de Paula

Anna: 17 annos: 1814- MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Manoel da Silva Araújo - Clara Maria

Anna: BG, T14, filha legítima de Joaquim José da Silva e Violante Maria de Araujo, pardos

Anna: CC, códice 492, fl. 76, microfilme 104, batizados da Matriz do Pilar de Ouro Preto: 12/7/1760, Anna, filha de Agostinho Monteyro de Barros e sua mulher

Anna: branca, 32, casada, da família: MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831. Casada com Silvério José ?; filhos: Anna, Maria, Antônio, Marianna, Francisco, José; 10 escravos

Anna: branca, 14 anos: Itaverava - Silvério José ? – Anna - solteira: MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831

Anna Clara Teixeira: BG T15 fl. 37, 1803: Anna, filha legitima do Alferes Antonio Teixeira Guimarães e Dona Anna Clara de Jesus, foi baptizada por mim, e lhe puz os santos oleos nesta Matriz de Guarapiranga em dois de Maio de mil oitocentos e tres, foram padrinhos o Reverendo Manoel Carvalho de Moraes e D. Anna Maria da (ilegível), de que fiz este aponto 

Anna Clara Teixeira: MP Guarapiranga 1839: Piranga - 36 anos, branca, casada, tecedeira - Casada com Antônio Dias dos Anjos; filhos: Faustino, Maria, Lauriano, João, Francisco, Tristão, Antônio

Anna Joaquina da Cunha: filha do Alferes Antonio Rodrigues da Costa/BI N3, fl. 107

Anna Joaquina da Silva: CSM1, códice 12, auto 409: testamento feito em 2 de janeiro de 1794, em Mariana: Anna Joaquina da Silva, natural e batizada na freguesia da Santa Igreja Cathedral de Marianna, filha legitima de Estevão Lopes da Silva e Pascoa Maria de Freitas; casada com Luciano de Sá Brandão, sem filhos; cf. o testamento, era irmã de José Lopes da Silva e tia de Francisco de Paula, residentes na freguesia de Guarapiranga

Anna Joaquima da Silva: CSM1, códice 38, auto 882, 1838: “[fl. 1] Defunta D. Anna Joaquina da Silva/ Inventario. dos bens q. ficarão pello fallecimto. de D. Anna Joaqna. da Sa. casada que foi com o S. M. Mel. José Rogs./ Auttoação, Tabelião Basilio; Anno do nascimento de Nosso Senhor Jesus Christo de mil oitocentos e trinta e oito decimo setimo da Independencia e do Imperio aos dezoito dias do mes de Junho do mesmo anno nesta Leal Cidade de Marianna em (...) Cartorio ahi por parte do Sargento Mor Manoel José Rodrigues viuvo e inventariante dos bens que ficarão pello falecimento de sua mulher a falecida Dona Anna Joaquina da Silva me foi apresentada uma sua petição com o Despacho nella proferido pello Cidadão brasileira Manoel Francisco Damasceno Juiz Municipal interino nesta cidade (...) Manoel Basilio do Espirito Santo/ [fl. 2] 18 de Junho de 1838: Diz o S. M. Mel. Jose Rodr. q. falecendo intestada sua mulher D. Anna Joaquina da Sa. lhe sucedeo sua Mãy, e não houve inventario por boa armonia q. tinhão, como porem falecesse com vivos sucessores o querem e são todos maiores, nomear pa. Louvador o Alf. Jose Alvarez Moreira.../ [fl. 4] Titulo de herdeiros: 1 – O Alferes Francisco da Silva Araujo/ 2 – O Capitão João da Silva Araujo/ 3 – Alferes Jose Dias Ferraz herdeiro por cabeça de sua mulher/ 4 – José Ignacio da Silva Araujo e sua mulher Clara Maria de Jesus ambos falecidos ficarão os seos filhos os seguintes: 1) Francisca Roza da Silva casada com Alexandre da Rocha e Oliveira, 2) Maria Clara da Silva casada com Manoel Teixeira de Oliveira, 3) Manoel da Silva Araujo de idade de trinta annos, 4) José Ignacio da Silva Araujo de idade de vinte e seis annos, 5) Thome da Silva Araujo de idade de vinte e quatro annos, 6) João da Silva Araujo de idade de vinte e dous annos, 7) Antonio da Silva de idade de vinte e oito annos/ 5 – João Baptista Pereira casado com Rosa Ma. da Silva/ Declarou elle procurador do inventariante os aqui nomeados são os unicos herdeiros daquella sua digo herdeiros de sua sogra como filhos e netos./ Descripção dos Bens: Huma Fazenda de Cultura...”, vários móveis, gado, carro e 13 escravos/ [fl. 10] “Diz o S. M. Mel. Jose Rois, viuvo de D. Anna Joaquina da Sa. q. no Inventario do Casal, por ser falecido o coherdeiro João Bapta. Pera. quer declarar quais sejão os seos representantes para com elles (...) os outros. 26 de Julho de 1838/ Termo de Declaração: Aos vinte treis dias do mes de Julho de mil oitocentos e trinta e oito annos (...) compareceo [fl. 10v.] o Advogado Tenente Coronel Rafael Arcanjo da Fonseca em nome e como procurador do Sargento Mor Manoel Jose Rodrigues viuvo e inventariante de sua mulher D. Anna Joaquina da Silva e por elle foi dito que era falecido o coherdeiro João Baptista Pereira ficando sua viuva Clara Rosa digo viuva Rosa Maria da Silva e seos filhos os seguintes: 1) João Baptista Pereira de idade de trinta annos casado/ 2) Anna Umbelina Rosa da Silva de idade de trinta annos casada com Alexandre Teixeira da Silveira/ 3) Francisca Rosa da Silva de idade de vinte annos casada com Rafael Teixeira da Silveira/ 4) Antonio Alves Pereira solteiro de idade de dezoito annos/ (...) que dividida a meação do herdeiro João Baptista Pereira pellos seos quattro filhos e nettos da falecida toca a cada um dos mesmos a quantia de.../ [fl. 32] Somão 32$588/ Cabem ao Viuvo 16$294/ Herdro. Franco. da Sa. Aro. 3$248/ Herdro. João da Sa. Aro. 3$248/ Herdro. Jose Dias Ferraz 3$248/ A cada hum dos Representantes de João Baptista Pereira, o sege.: A Viuva do mmo. 1$624, Herdro. João $406, Herdro. Anna $406, Herdro. Franco. $406, Herdro. Antonio $406/ Aos Representantes de Jose Igncio. e sua mer., o seguinte: Francisca Roza $464, Maria Clara $464, Manoel da Silva $464, Jose Ignacio $464, Thome da Silva $464, João da Silva $464, Antonio da Silva $464/ Manna. 26 de Fevereiro de 1839”.

Anna Joaquina da Silva: CPSO, 1839, escritura: herdeiros: Francisca Rosa da Silva, assina por ela João Baptista Pereira; Eugênia Francisca de Paula, assina por ela Francisco da Silva Araújo; João da Silva Araújo, casado com Maria Rosa do Carmo, assina por eles José Elias da Silva Araújo; Rosa Maria da Silva, assina por ela Manoel Ignácio da Silva Araújo; Clara Rosa da Silva, assina por ela João Baptista Pereira; Anna Umbelina Rosa da Silva, casada com Alexandre Teixeira da Silveira; Julianna Thereza de Jesus, assina por ela Rafael Teixeira de Oliveira; herdeiros do finado José Ignácio da Silva Araújo: José Ignácio da Silva Araújo, casado com Rita Cândida dos Sacramentos; Francisca Rosa da Silva, casada com Alexandre Rocha de Oliveira; Joaquina Rosa de Jesus, casada com Manoel Teixeira de Oliveira; Antônia Rosa da Silva; Manoel Ignácio da Silva Araújo

Anna Joaquina: 1784 – Itaverava - Filhos: João, Protásia, José; mora também com Theodora, solteira - MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831, branca, 47, viuva, fazendeira

Anna Maria do Espírito Santo: CSM1 63, 1366: 1824 - inventariantes José Cassimiro Alvim e Capitão-Mor Antônio Teixeira Guimarães

Anna Maria Joaquina: Inventariante de Antônio Lopes Francisco, CSM1, 8, 321, 1781

Anna Maria Teixeira: 1804 - Viúva de João Pedro/Madrinha de Ildefonso/ BG T15 fl. 89v./1804 - Piranga

Anna Maria Teixeira: BG T15 fl. 53r. de sua filha Humbelina - Joaquim Teixeira Botelho - Maria das Neves

Anna Roza da Silva: 1764- Itaverava branca, 67, viuva, fazendeira/ MP, cx. 04, doc. 20, Itaverava, 22 setembro 1831, Moram com ela: João Francisco, Maria Francisca e Silvéria; 12 escravos

Anna Umbelina Rosa da Silva: Senhora de Oliveira - casada com Alexandre Teixeira da Silva, herdeira de Anna Joaquina da Silva/CPSO, 1839

 

 

Antônia Dias dos Anjos: 1798 - 41, branca, casada, costureira/ MP Guarapiranga 1839 - Casada com Joaquim Rodrigues de Melo; filhos: Maria, Antônio, Theodoro, Manoel, Justina, Joaquim

 

Antônia Nunes de Assunção: CSM1, cx. 55, auto 1217: 1769, inventariante Antônio Dias dos Anjos: “Inventario que se faz dos bens que ficarão por falecimento de Antonia Nunes da Assumção cazada que foi com Antonio Dias dos Anjos, e moradores nesta frega. de Guarapiranga onde faleceu sem ttto. em oito de Abril de mil setecentos e sessenta e nove./ Título de herdeiros: Maria Dias dos Anjos casada com José Rib(ei)ro Crasto, 25 annos/ Manoel de idade 20 annos/ Thereza de idade 18 annos/ Antonio de idade 15 annos/ Catherina de idade 13 annos/ Rosa de idade 12 annos/ Fran(cis)ca de idade 10 annos/ Jose de idade 7 annos/ Francisco de idade 4 annos/ Anna Maria de idade 9 meses”/ O inventário foi concluído em 29 de dezembro de 1769

Antônia Rosa da Silva: Senhora de Oliveira - herdeira de José Ignácio da Silva Araújo, herdeiro de Anna Joaquina da Silva/CPSO, 1839

Antônio: 12 anos: filho de Silvério José ? e Anna/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831

Antônio (de Vargas): 3 anos: 1836 - MP Guarapiranga 1839 - Jacintho José de Vargas - Maria Filisberta

Antônio (da Silva): BG T15, fl. 2v.: 1801 – Piranga - filho de Joaquim José da Silva e Anna Rita, brancos, batizado em 28 de junho de 1801

Antônio (Dias dos Anjos): 1 ano: 1838 – Piranga - /MP Guarapiranga 1839 - Antônio Dias dos Anjos - Anna Clara Teixeira

Antônio (Martins Teixeira): BG, T15, fl. 19v.: 1802 – Piranga - filho do Tenente Domingos Martins Teixeira e Maria Clara de Jesus, batizado em 6/9/1802, todos desta freguesia

Antônio (Monteiro de Barros): CC, códice 492, fl. 66v, microfilme 104, batizados da Matriz do Pilar de Ouro Preto: 16/6/1759: batizado de "Antonio, filho legitimo do Doutor Agostinho Monteyro de Barros, natural da freguesia de São Martinho de Villa Frercainha Arcebispado de Braga, e filho legitimo de Manoel Monteyro de Barros natural de Chaves, e de sua mulher Maria Pereyra natural da dita Freguesia de São Martinho, e de sua mulher Dona Isabel Margarida da Fonseca Doria Coutinho filha legitima de Manoel Rodrigues Branco de Albergaria Soares natural do Bispado de Coimbra, e de sua mulher Dona Maria da Fonseca Doria natural e baptizada na Freguesia de São Salvador de Guarativa Bispado do Rio de Janeiro, e a dita may do baptizado natural da Passagem do Ribeirão Freguesia da cidade de Mariana"

Antônio (Rodrigues de Melo): 15 anos/ MP Guarapiranga 1839: filho de Joaquim Rodrigues de Melo e Antônia Dias dos Anjos

Antônio Amâncio (Dias dos Anjos): 23 anos, solteiro, lê e escreve/ MP Guarapiranga 1839 - filho (?) de José Dias dos Anjos, Alferes

Antônio Bernardes: BG, T19, fl. 201: "Antonio, innocente, filho legitimo de João Bernardes e Marianna Margarida pardos, foi baptizado em vinte e um de dezembro de mil oito centos e trinta e quatro, pelo Revdo. Constantino Jose de Marcelhas, na Capella do Manjalegoas, forão padrinhos Filippe Ferreira e Brazilia Alves."

Antônio Coelho de Magalhães, Alferes: Inventariante: Manoel Coelho de Magalhães – CSM1, 101, 2101, 1795

Antônio da Costa Sol: CI, N25, fl. 54r-54v: 7 de outubro de 1816: Capela da Senhora da Piedade da Espera: casaram-se "Antonio da Costa Sol, vinte e um annos, flho legitimo de Antonio da Costa Sol, e de Victoria Rodrigues, natural e batizado nesta freguesia, e Anna Custodia Leal, dezoito annos, filha natural de Maria de Sousa nesta mesma, onde ambos são moradores".

Antônio Dias dos Anjos, Alferes: CSM1, códice, 13, auto 427, inventariante Manoel Dias dos Anjos – 1787: “Orfans do defunto Alferes Antonio Dias dos Anjos/ Inventro. dos bens que ficão por falecimento do Alferes Antonio Dias dos Anjos viuvo que ficou de Antonia Nunes da Assumpção que falleceu em 17 de 8tro. de 1786/ Anno do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo de 1787 anos” – 13/3/1787 – Freguesia de Guarapiranga – Testamenteiro Manoel Dias dos Anjos, filho do falecido./ Título de herdeiros: 1) Maria, 42 anos; 2) Thereza, 37 anos; 3) Rosa, 29 anos; 4) Catharina, 31 anos; 5) Antonio, 34 anos; 6) Manoel, 39 anos; 7) Francisca, 26 anos; 8) José, 24 anos; 9) Francisco, 21 anos./ Testamento: 3 de julho de 1785, Arraial e freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Guarapiranga: declara ser “natural e batizado na freguesia de Santa Maria dos Anjos, do Concelho de Rocas, Comarca da Villa de Guimarães, Arcebispado de Braga, filho legitimo de Manoel Dias e Maria Fernandes, já defuntos”; tem um irmão mais velho por nome Manoel Dias; “declaro que fui casado com Antonia Nunes da Assumpção, já defunta e do nosso matrimonio tivemos dez filhos a saber: 1) Maria, que está casada com o Tenente José Ribeiro de Crasto Guimarães; 2) Thereza, casada com Manoel Coelho de Magalhães; 3) Rosa, casada com Andre Barbosa Veloso; 4) Catharina, casada com Antonio Lopes Francisco; 5) Antonio, casado; 6) Manoel, solteiro; 7) Anna Maria, fallecida inocente depois do fallecimento de sua may; 8) Francisca, casada com Manoel Joaquim de Almeida; 9) José, solteiro; 10) Francisco.” Aprovação do testamento a 3 de novembro de 1785, “nesta paragem de Oliveira, freguesia de Guarapiranga, termo da cidade de Marianna, em casa do Alferes Manoel da Silva Araujo, onde eu tabelião adiante nomeado fui vindo e sendo ali apareceu o presente Alferes Antonio Dias dos Anjos...”/ O Alferes Manoel da Silva Araújo atuou como testemunha,

Antônio Dias dos Anjos: 1801 – Piranga - 38 anos, branco, casado, lavrador, le, escreve/MP Guarapiranga 1839 - Casado com Anna Clara Teixeira; filhos: Faustino, Maria, Lauriano, João, Francisco, Tristão, Antônio

Antonio Dias dos Anjos: BG, T15, fl. 14v., 1802 – Piranga - José Dias dos Anjos, Alferes - Maria de Santa Apolonia de Magalhães, brancos, naturais desta freguesia, nasceo a 9 de setembro de 1802 e foi baptizado a 28 do mesmo mes nesta Matriz de Guarapiranga pelo Padre Luciano Barbosa que lhe pos os santos oleos, foram padrinhos o Capitam Antônio Januário Carneiro, solteiro, desta freguesia

Antônio Dias dos Anjos: Inventariante de Antônia Nunes de Assunção/CSM1, cx. 55, auto 1217/1769

Antônio Dias Moreira e Maria Prudência de São José: CI, N25, fl. 35: casaram-se, em 24/1/1814, na "Capella do Lamim (...) Antonio Dias Moreira, filho legitimo de Domingos Dias Costa e de Francisca Moreira (...) e Maria Prudencia de São José, filha legitima do Alferes Manoel Dias Lopes, e de Marcelina Angelica de São José, naturais e baptizados na freguesia do Pomba, e moradores desta Freguesia"

Antônio do Couto Ribeiro: CSM1, cx. 91, auto, 1905 – Inventariante Manoel Lopes da Cruz – Tutor – 1768

Antônio Dutra da Silva: Inventariante: Josefa Inácia do Espírito Santo, ACSR, Cart.: JO, Loc. 1: Boa Vista, T1: S, Loc. 2: São Gonçalo, T2: A, Loc. 3: Carijós, T3: Fr., Loc. 4: São José, T4: T, Leg: R, caixa C-31- 1761 - Carijós (Lafaiete)

Antônio Francisco de Paiva: 1os. fazendeiros que formaram o povoado de Senhora de Oliveira, primeira metade dos 800

Antônio Gomes Sande, Capitão: 1805 – Piranga - Padrinho de João Dias dos Anjos/ BG T15 fl. 107v./1805

Antônio Gonçalves Dutra: 13 anos: filho de Manuel Antônio e Julianna Francisca/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831

Antônio Jacintho de Vargas: 1836 - Jacintho José de Vargas - Maria Filisberta de Vargas

Antônio José Gonçalves Bastos: CSM, 1º. ofício, códice 41, auto 936, testamento e inventário, 1825/1829: Testamento lavrado em 2 de agosto de 1825, no “Arraial de Nossa Senhora do Nazareth do Inficcionado”; declara-se “natural de São Jorge de Abadim Comarca de Guimaraens, Bispado de Braga, filho legitimo de Antonio Gonçalves e de sua mulher Luiza Martins, ambos já fallecidos”; “Declaro que sempre vivi no estado de solteiro não tenho herdeiros forçados (...) e por isso desde ja instituo meus universais herdeiros (...) [meu] irmão Gabriel Antonio Gonçalves Bastos, meus sobrinhos o Capitão José Pereira Pinto Bastos, o Tenente Antonio José Gonçalves, digo, Lopes, todos assistentes nesta frequesia do Inficcionado”; o inventário foi aberto em 17 de janeiro de 1829; Título de herdeiros: “Declarou elle procurador do Inventariante que, por fallecimento do Tenente Antonio Gonçalves tão somente havia ficado o herdeiro seguinte, o Capitão José Pereira Pinto Bastos, maior de vinte e cinco annos”.

Antônio Lopes Francisco: Inventariante: Anna Maria Joaquina, CSM1, 8, 321, 1781

Antônio Mendes da Costa e Teodora Maria dos Reis: CI, N25, fl. 27: casaram-se, em 30/7/1812, na "Capella do Divino Espirito Sancto do Lamim (...) Antonio Mendes da Costa, filho legitimo de João Mendes da Costa, e Maria Rosa do Nascimento, natural e baptizado na Freguesia do Ouro Branco, Comarca de Villa Rica, e Theodora Maria dos Reis, filha legitima do Alferes Manoel da Rocha Reis, e Dona Francisca Barbara da Encarnação, natural e baptizada nesta Freguesia"

Antônio Nunes da Assunção: CSM1, cód. 55, auto 1223, inventário, inventariante Maria Leme do Prado: “Inventario dos bens que ficarão por falecimento de Antonio Nunes da Assumpção casado que foi com Maria Leme do Prado e mr. na Freguesia de Guarapiranga e falecido na mesma em 31 de Dezembro de 1755 sem testamo./ Anno do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Christo de mil setecentos e cincoenta e seis aos (?) do Mes de Janeiro do dito anno no Arrayal  da Guarapiranga termo da Cidade de Marianna, em casa de.../ [fl.2] Declarou o inventariante terem ficado de seu legitimo matrimonio os (...) filhos (...) seg(uin)tes: Maria Nunes de idade de quarenta annos casa[da] com Jose Pereira da Rocha – 40 an(nos)/ Ignacia Thereza de 35 an(nos) casada com Dom(in)gos de Souza Lopes – 36/ Antonia Nunes de 30 annos casada com Ant(oni)o Dias dos Anjos – 30/ Andreza Telles de Oliveira casada com Dom(in)gos de Freitas – 26/ Marianna Nunes cazada com M(ano)el Simoes dos Santos – 26/ Isabel Mor(eir)a casada com Francisco Dias Braga – 28/ Elleuterio Felix de Oliveira de idade annos digo de dezenove annos – 19/ Francisco Nunes de d(e)zasete annos – 17/ Anna de catorze annos – 14/ [fl. 11] Certifico que (...) da viuva Maria Leme do Prado, e herdeiros Domingos de Freitas Caldas, por cabeça de sua mulher Andreza de Oliveira, e Francisco Dias Braga por cabeça de sua mulher Isabel Moreira, Eleuterio Felix de Oliveira, Francisco Nunes e Rodrigo Moreira por cabeça de sua mulher Anna Moreira... 4 de Novembro de 1756”: os nomes completos dos filhos de Antônio Nunes da Assumpção e de Maria Leme do Prado, de acordo com o que consta de outras partes do inventário, são: Maria Nunes, casada com José Pereira da Rocha; Ignacio Thereza Nunes, casada com Domingos de Sousa Lopes; Antônia Nunes da Assumpção, casada com Antônio Dias dos Anjos; Andreza Telles de Oliveira, casada com Domingos de Freitas Caldas; Marianna Nunes, casada com Manoel Simões dos Santos Gonçalves; Isabel Moreira do Prado, casada com Francisco Dias Braga; Eleutério Félix de Oliveira; Francisco Nunes; Anna Moreira, casada com Rodrigo Moreira

Antônio Nunes da Assunção: CSM1, cód. 92, auto 1985: Antonio Nunes da Assumpção foi inventariante, em 1748, de Romana Gertrudes, preta forra

Antônio Nunes da Assunção: CSM2, cód. 26, auto 638: Antonio Nunes da Assumpção foi inventariante de Lina Maria Geralda, em 1777 

Antônio Rodrigues: 1os. fazendeiros que formaram o povoado de Senhora de Oliveira, primeira metade dos 800

Antonio Rodrigues da Costa: em 24/10/1813, em Rio Espera, foi padrinho de Antonio, filho natural de Joanna Maria Ferreira/CI N3, fl. 65

Antônio Soares do Nascimento Sedores: professor em Senhora de Oliveira - 1875

Antônio Soares Pereira: 1os. fazendeiros que formaram o povoado de Senhora de Oliveira, primeira metade dos 800

Antônio Soares Teixeira, Alferes: Em 1833 era Juiz de Paz do Distrito de S. de Oliveira; ficou ao lado dos republicanos (RAPM 18, p. 146)

Antônio Teixeira: BG, T19, fl. 192: "Antonio, filho legitimo de Antonio Teixeira e Maria Rosa", batizado na Matriz de Guarapiranga, em 1o./7/1832, tendo como padrinhos Crispim (...) Monteiro e Luiza Correa

Antônio Teixeira: BG, T19, fl. 208: "Antonio, innocente, filho legitimo de Luis Antonio Teixeira e Emerenciana Candida de Oliveira", batizado em 25/4/1837, na Capela do Calambau, tendo como padrinhos Antonio Teixeira Guimaraens por seu procurador Joaquim Teixeira Guimaraens, e Maria Francisca do Carmo

Antônio Teixeira: CSM1: cód. 12, auto 417: 1835, inventariante Romana Maria da Silva

Antônio Teixeira de Carvalho: CSM1, cód. 18, auto 511: 1837, inventariante Clara Maria da Silva

Antônio Teixeira de Oliveira, Alferes: CSM1, cód. 30, auto 726: ano 1834, inventariante o Tenente Rafael Teixeira de Oliveira, com testamento: "[fl.1] Inventario dos bens que ficarão por falecimento de Antonio Teixeira de Oliveira casado que foi com a falecida Julianna Thereza da Silveira falecido com testamento a 15 de Julho do presente anno./ Anno do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo de mil oitocentos trinta e quatro aos desanove dias do mes de Agosto do dito anno nesta Aplicação de Mestre de Campo na Fazenda de Pirapetinga da Freguesia de Guarapiranga do termo da Leal Cidade de Marianna (...) proceder a inventario dos bens que ficarão por falecimento de Antonio Teixeira de Oliveira casado que foi com a falecida Julianna Thereza da Silveira e por haver o mesmo deixado filhos minores por conseguinte (...) por este Juizo de Orphans cujo fim sendo o presente o inventariante Tenente Rafael Teixeira de Oliveira filho, e herdeiro do dito falecido (...)/ [fl.2] Titulo de herdeiros: 1 = Alexandre Teixeira da Silveira cado. mor. em S. Je. do Bornas/ 2= O Alferes Francisco Teixeira casado, mordor. no do. lugar asima [i.é Alferes Francisco Teixeira de Oliveira]/ 3= O Tente. Rafael Teixeira casado [i.é. Rafael Teixeira de Oliveira]/ 4 = D. Antonia Ma. [Antonia Maria] casada com Francisco Soares da Rocha [Alferes]/ 5 = D. Rita Maria [Rita Thereza da Silveira] casada com Thomé da Sa. Aro. [Thomé da Silva Araujo]/ 6 = D. Joanna Ma. [Joanna Maria] casda. com o Capitão Tristão Ges. [Capitão Tristão José Gonçalves Guimarães]/ 8 = Jose idade disasete annos [José Teixeira de Oliveira]/ 7 = D. Julianna Ma.[Julianna Maria] casda. com João Bapta. Pra. [João Baptista Pereira]/ 8 = Joaquim ide. de treze annos [Joaquim Teixeira]/ Natural: 10 = Antonio Francisco de Oliveira [Antonio Francisco Teixeira de Oliveira] declarado no testamento filho natural do falecido o qual he casado/ [fl. 22v] Em nome de Deos. Eu, Alexandre Teixeira de Oliveira achando-me enfermo mas em perfeito Juizo e liberdade (...) ordeno o meu testamento da maneira seguinte./ Declaro que sou natural e baptizado nesta Capella de Mestre de Campos, Filial de Guarapiranga, filho legitimo de Manoel Teixeira e Joanna Ferreira, moradores que forão nesta mesma Aplicação./ Declaro que sou Catholico Romano (...)./ Declaro que fui casado (...) com Donna Julianna Thereza da Silveira, da qual me ficarão nove filhos, que são os meus legitimos herdeiros./ Declaro que no estado de solteiro antes de casarme tive hum filho por nome Antonio Francisco de Oliveira o qual se acha casado com huma filha de Jose Faustino a cujo filho ja lhe dei certa quantia em dinheiro com a qual devera entrar para o Monte querendo herdar./ [fl. 29v] Exordio das Partilhas: Montemor dos bens, licitações e metade das dividas activas 5:861$141."

Antônio Teixeira Guimarães, Capitão: Inventariante de José Soares Maciel/CSM1 cx. 94, auto 1954/1820

Antônio Teixeira Guimarães: Inventariante de Anna Maria do Espírito Santo/CSM1 cx. 63, auto 1366/1824

Antônio Teixeira Guimarães: Inventariante de Bernardo Gonçalves Quintão/CSM1 cx 134, auto 2804

Antônio Teixeira Guimarães: Inventariante de Manoel José Ferreira, Capitão-Mor/CSM1 cx. 113, auto 2334/1832

Antonio Vaz de Carvalho, Licenciado: Inventariante de José Ribeiro Guimarães:– CSM1, 131, 2740, 1810

Belarmina Coelho Guadalupe: São João del Rei - Inventariante de seu marido Joaquim Augusto Guadalupe Pinto Paiva/ ACSR, Cartório CPO, Loc. 1: São João, T1: C, Leg: B, caixa 649

Bento José da Silva Costa: Inventariante: Alferes Francisco da Silva Araújo Júnior – CSM1, 70, 1491 - 1840

Bernarda Faustina Moreira da Silva: 1826 - CSM1, cx. 69, auto 1478, inventariante Capitão-Mor Ubaldo Martins Paiva - Piranga

Bernarda Faustina Moreira: Madrinha de Thomé/ BG T15 fl. 97r./1805 - Capela de São Miguel - Francisco da Silva Araújo, Alferes - Emerenciana Antônia de Paiva

Bernarda Joaquina da Silva: Madrinha de Umbelina/ BG T15 fl. 77/1804 - São Caetano - Martinho de Oliveira - Clara Maria da Silva

Bernardo Gonçalves Quintão: CSM1 cx 134, auto 2804, inventariantes José Gonçalves Mol e Antônio Teixeira Guimarães

Breno Bernardes: 1779 - ACSR, Loc. 1: Catas Altas da Itaverava, T1: Av, Leg: R, caixa 33 - José Bernardes, já falecido - Micaella João, já falecida - Natural da freguesia de Santa Maria de ?arros, termo da vila de Tindela, Bispado de Vise, faleceu solteiro/ Inventariante: Antônio Pereira da Cunha

Camillo: BG T15 fl. 65v.: 1803 – Piranga - Francisco Antônio de Paula Teixeira - Vicência Thereza de Jesus, nascido em 17/7/1803

Cândida Maria Teixeira: cf. BG T15 fl. 89v. de seu filho Ildefonso: Alexandre Teixeira, de São Pedro, Concelho de Filgueiras, Arcebispado de Braga - Joanna Ferreira, da Capela de Vargem, Bispado de Mariana

Cândida: BG T15 fl. 43r.: Exposta em casa do Pe. Manoel da Silva Araújo, batizada pelo mesmo na capella de Santana do Desterro em 31/10/1802

Cândida: BG, T15, fl. 15v.: 1802 – Piranga - Mathias Pereira da Silva - Thereza Maria de Jesus, batizada em 5/12/1802

Cândido Tadeu Pereira Brandão: MP, Queluz, 1831: Candido Thadeo Per(eir)a, branco, 48 anos, eclesiástico, vigário/ três escravos

Clara Augusta de França: VT, Bn2 de França

Clara Maria de Jesus: BG, T19, fl. 190: "Clara, innocente, filha legitima de Domingos Henrique [Pereira] e Clara Maria de Jesus", batizada em [1o.]/8/1830, na "Capella da Oliveira", tendo como padrinhos Antonio José de Miranda e Anna Umbelina - foi batizada no mesmo dia de seu irmão gêmeo Domingos Henrique Pereira

Clara Maria da Silva: nascida em 1843, filha de José Ignácio da Silva Araújo e Rita Milagres da Silva

Clara Maria de Jesus: Herdeira de Maria Joanna da Silva: assinam por ela José Ignácio da Silva Araújo e Manoel Ignácio da Silva Araújo: venda do lugar de nome Ribeirão Podre/CPSO

Clara Maria Teixeira: CSM1, cód. 76, auto 1631: 1831: inventariante o Alferes Antonio Alves Moreira

Clara Maria: 1784 - branca, 47, casada, família/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Casada com Manoel da Silva Araújo; filhos: Anna, Leonor, Manoel, José; 25 escravos

Clara Rosa da Silva: Herdeira de Anna Joaquina da Silva: assina por ela João Baptista Pereira/CPSO, 1839

Clara Rosa da Silva: Herdeira de Maria Joanna da Silva: venda do lugar de nome Ribeirão Podre: assina por ela João Baptista Pereira/CPSO

Cláudio José de Miranda, Alferes: 1os. fazendeiros que formaram o povoado de S. de Oliveira, 1ª. metade dos 800

Clementina: 7 anos/ MP Guarapiranga 1839: 1832 - Alferes Francisco da Silva Araújo Júnior - Maria Rita da Piedade

Custódia: BG, T15, fl. 26r.: 1802 – Piranga - Antônio Pinto da Silva - Rosa Maria da Silva, batizada em 2/4/1802

Delfina: BG T15 fl. 57v.: 1803 – Piranga - Joaquim José de Santa Anna - Rosa Maria da Silva, nascida em 7/11/1803, batizada em 28/11/1803

Domingos Henrique Pereira: BG, T19, fl. 190: "Domingos, innocente, filho legitimo de Domingos Henrique Pereira e Clara Maria de Jesus", batizado em 1o./8/1830, na "Capella da Oliveira", tendo como padrinhos Antonio Francisco de Paiva e Anna Francisca dos (Reis?) - foi batizado no mesmo dia que sua irmã gêmea Clara Maria de Jesus

Domingos Henrique Pereira: dos primeiros fazendeiros que formaram o povoado de Senhora de Oliveira, primeira metade dos 800

Domingos Henrique Pereira: Senhora de Oliveira - Juiz de Paz e Subdelegado  - Relação dos “homens de bem” de 1864

Domingos José de Sousa Lima e Eusébia Joaquina de Jesus: CI, N25, fl. 113v.: Em 10/11/1823, na Capela de Nossa Senhora da Noruega, casaram-se "Domingos José de Sousa Lima, e Eusebia Joaquina de Jesus, esta filha legitima do Furriel José de Sousa Lima e de Anna Rosa do Espirito Sancto já fallecida natural e baptizada, e moradora nesta Freguesia da Itaverava, aquelle filho legitimo de Domingos de Sousa Lima e de Antonia Rosa de Andrade já fallecida nascido e baptizado (...) na Capella da Espera, filial desta Matriz".

Domingos Soares, Padre: AEAM, Devassas, julho de 1762-dezembro de 1769: [fl. 78 v.] "Vicente ferreyra de Almeida Costa casada de Idade que disse ser de corenta annos, mdor. nessa Freguezia de Nossa Senhora do Pilar do ouro preto offecial de Alfayate Natural dessa mesma Freguesia testemunha a quem elle Mel. Rdes. DaC. verva. deu o juramento dos Santos Evangelhos em hum livro delles sob carga do coal prometeo dizer verdade do que soube foe elle [ilegível] perguntado, e per Digo dos interrogatorios do prezente [ilegível] das passadas Pastorais deste Bispado e perguntado elle testemunha disse que ouviu que o Pe. Domingos Soares, Capellam da Capella do ouro podre de San Sebastião, No Confessionario falla alto de sorte que se entende o que dis e he publico e notorio, que por esse defeito, he indigno da ocupação de confessor".

Domingos Teixeira: CSM1, cód. 103, auto 2143: ano 1863, inventariante Maria Rosa da Silva

Eduardo Theodoro de Araújo: Senhora de Oliveira, eleitor paroquial - Em 1875, SO possuía 3 “eleitores parochiais”

Elzy Augusta Guadalupe (Zizinha): ACSR, Cartório CPO, Loc. 1: São João, T1: C, Leg: B, caixa 649 – 1907: no primeiro semestre de 1907, quando do inventário de seu pai, Joaquim Augusto Pinto Paiva Guadalupe, tem 16 anos e é solteira; em 24 de janeiro de 1919, seu marido, José Maria Ferreira, apresenta o seguinte requerimento, anexado ao processo: “José Maria Ferreira, casado com Elzy Augusta Guadalupe (...) vem requerer (...) seja eliminada na Caixa de Amortização, no Rio de Janeiro, a clausula de menor com que naquela repartição federal esta inscripto o nome de sua mulher (...). São João del Rei, 24 de janeiro de 1919”; ajunta-se ainda a certidão de casamento, com data de 11 de novembro de 1911: “na casa da contraente, casaram-se Doutor José Maria Ferreira, filho de D. Benvinda Maria Bittencourt, 28 anos, Bacharel em Direito, Promotor de Justiça, natural de São Thiago (MG), residente em São João del Rei, e Elzy Guadalupe, filha de Joaquim Pinto Paiva Guadalupe, fallecido, e de d. Belarmina Coelho Guadalupe, solteira, 20 anos.”

Emerenciana Antônia de Paiva: BG T15 fl. 63v. de seu filho Francisco da Silva Araújo (filho) – filha de Ubaldo Martins e Paiva, Capitão, de Guarapiranga, e Bernarda Faustina Moreira da Silva, de Guarapiranga

Emerencianna Antônia de Paiva: inventário, CSM, códice 120, auto 2496, 1º. Ofício: “Emerencianna Antonia de Paiva mulher que foi do Alferes Francisco da Silva Araujo, a qual faleceu a 1/9/1815”, inventário feito a 2/11/1815. Lista de herdeiros: 1) Francisco – 12 annos; 2) Tome – 11 annos; 3) Antonio – 7 annos; 4) Luzia – 5 annos; 5) Francisco – 3 annos; 6) Maria – 1 anno; 7) Emerencianna – 2 meses.

Ercilia Augusta Guadalupe (Ercilia Guadalupe de Medeiros): ACSR, Cartório CPO, Loc. 1: São João, T1: C, Leg: B, caixa 649 – 1907: no primeiro semestre de 1907, quando do inventário de seu pai, Joaquim Augusto Pinto Paiva Guadalupe, tem dezoito anos e está solteira; na conclusão do testamento, no início de 1908, já está casada com o 1º. Tenente Fernando de Medeiros: os dois enviam procuração, anexada ao inventário, do Rio de Janeiro, com data de 7 de fevereiro de 1908.

Estanislau Rodrigues da Costa: CI, N25, fl. 70v: 20/11/1818, Capela da Espera (Rio Espera): casaram-se "Estanisláo Rodrigues da Costa de idade de dezoito annos, filho legitimo de Antonio da Costa Sol e de Victoria Rodrigues da Costa nascido, e baptizado na Capella da Espera (...), e Maria do Carmo de idade de dezesseis annos filha legitima de Francisco José de Oliveira ja falecido, e Joaquina Rosa da Assumpção nascida, e baptizada na Capella de Cattas Altas..."

Eufrasia Maria de Jesus: CSM, 1º. Ofício, códice 87, auto 1872, ano de 1820, inventariante o Capitão-Mor Francisco Rodrigues Milagres: casada com Francisco José da Rocha, de quem teve filhos que não sobrevieram; ele é filho de Manoel José da Rocha; Eufrásia fez seu testamento em 9 de novembro de 1818, na “Fazenda Ribeirão da Forquilha do Termo de Marianna Freguesia da Itaverava Aplicação da Espera”, declarando que “teve filhos que não existem mais” e nomeando seus herdeiros seus pais, “o Sargento Mor José Rodrigues Milagres pay da fallecida e a mulher deste Donna Izabel Joanna Felizarda”; o inventário foi aberto em 26 de agosto de 1820, na “Fazenda da Boa Esperança da Aplicação da Espera, em casa do Capitão José de Araujo Padilha”; requerimento anexado aos autos em 28 de agosto de 1820: “Diz D. Maria Luciana Roza, moradora na Espera, no Corrego da Forquilha, termo da Cidade de Marianna, que no Inventario e partilha dos bens, que ficarão por fallescimento de D. Eufrasia Maria de Jesus, casada que foi com Francisco José da Rocha, que a sobreviveo, e a que se está procedendo, como (por) falta de Declaração, de que a supe. he socia com o sobredito Viuvo, seo filho Francisco José da Rocha e Sza. em humas terras de cultura aonde morão (...) ou que se contemple no dito Inventario e Partilha a dita sociedade nas ditas terras de cultura entre a supe. e o viuvo seo filho, cabeça de cazal acima referido”.

Eugênia Francisca da Silva: 1858 - Senhora de Oliveira - Manoel da Silva Araújo - Clara Maria da Silva

Eugênia Francisca de Paula: 1802- 37 anos, branca, casada/ MP Guarapiranga 1839 - Casada com o Alferes Francisco da Silva Araújo; filhos: Joaquim, João, Anna, Thereza, José, Quitéria, Manoel, Isabel

Eugênia Francisca de Paula: Herdeira de Anna Joaquina da Silva: assina por ela Francisco da Silva Araújo/CPSO, 1839

Eugênia Francisca de Paula: Herdeira de Maria Joanna da Silva: assina por ela Francisco da Silva Araújo: venda do lugar de nome Ribeirão Podre/CPSO

Eugênio Dias dos Anjos e Maria Francisca Delfina: CI, fl. 81: "Aos 27 dias do mes de Novembro de mil oito centos e dezenove annos, na Capella de Nossa Senhora da Piedade da Espera", casaram-se "Eugenio Dias dos Anjos, filho legitimo de Angelo Teixeira, e de Anna Joaquina, nascido e baptizado na Capella do Mestre de Campos, filial de Guarapiranga, e Maria Francisca Delfina, filha legitima de Francisco Vieira da Rocha, ja falecido, e de Maria Joaquina de Jesus, nascida e baptizada nesta Capella da Espera".

Faustino (Dias dos Anjos): 1824 – Piranga - 15, branco, solteiro, le e escreve/MP Guarapiranga 1839 - filho de Antônio Dias dos Anjos e Anna Clara Teixeira

Faustino Dias dos Anjos: Inventariante de Francisca Leal Coelho em 1853

Feliciana: BG, T19, fl. 197v.: "Feliciana, filha natural de Maria crioula, escrava de Jacinto José de Vargas", batizada na Matriz de Guarapiranga, em 20/5/1837

Fernando Antônio Dutra: AEAM, N25, casamentos de Itaverava: Em 22/8/1821, na Capela da Senhora dos Remedios, casaram-se "Fernando Antonio Dutra, natural da freguesia de Prados, filho legitimo de Antonio Dutra Nicacio, e de Maria Joaquina de Sam José, morador na freguesia do Pomba, e Theodora Maria da Assumpção, filha legitima do Alferes Fabiano Pereira da Silva, e de Maria da Assumpção, natural desta Freguesia de Itaverava, onde he moradora..."

Florentino: BG, T14: Florentino, filho legítimo de ? da Cun(ha) e de Anna Rosa da Silva, batizado em ?/11/1801

Francisca: 1 ano,  MP Guarapiranga 1839: 1838 - Alferes Francisco da Silva Araújo Júnior - Maria Rita da Piedade

Francisca: 1819 – 12 anos, rendeira/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Manuel Antônio - Julianna Francisca

Francisca: BG T15 fl. 108v., 1805 – Piranga - Antônio Teixeira Guimarães, Capitão - Anna Clara de Jesus, batizada na Matriz de Guarapiranga em 2/7/1805

Francisca: BG T15 fl. 110r., 1805 – Piranga - Francisco Antônio de Paula - Anna Roza Francisca de Jesus, batizada em 29/9/1805

Francisca: BG T15 fl. 66: 1803 – Piranga - José Ignácio da Silva - Clara Maria de Jesus, brancos, foi batizada em caza ex periculo vitae pello Coadjutor Manoel Carvalho de Morais em dez de Janeiro lhe pus os santos oleos nesta Matriz de Guarapiranga...

Francisca: BG, T15, fl. 11r.: 1801- Pirapetinga - João Pereira Dias - Maria Clara, batizada em 8/3/1801, na capella da Conceiçam de Pirapetinga

Francisca: BG, T15, fl. 17v.: 1802 – Bacalhau - Antônio Teixeira de Carvalho, Alferes - Rosa Jacinta Teixeira, batizada em 14/11/1802 - Padrinhos: Padre José Vieira de Souza e D. Thereza Teixeira de Sequeira, mulher do Capitão João Teixeira de Carvalho, todos destafreguesia

Francisca: BI, N3, fl. 115: filha de Lucio Manoel Pereira e Dionisia Maria de Jesus

Francisca Clara Umbelina: Madrinha de João Dias dos Anjos: BG T15 fl. 107v: 1805

Francisca Coelho Leal: CSM1, cod. 140, auto 2922, inventariante Faustino Dias dos Anjos: 1853

Francisca Dias dos Anjos: Madrinha de Luzia/ BG T15 fl. 56/1803 – Piranga - José Dias dos Anjos, Alferes - Maria de Santa Apolônia de Magalhães

Francisca Rosa da Silva: Casada com Alexandre Rocha de Oliveira, herdeira de José Ignácio da Silva Araújo, herdeiro de Anna Joaquina da Silva/CPSO, 1839

Francisca Rosa da Silva: Herdeira de Anna Joaquina da Silva: assina por ela João Baptista Pereira/CPSO, 1839

Francisca Rosa da Silva: Herdeira de Maria Joanna da Silva: assina por ela o Alferes José Dias Ferraz: venda do lugar de nome Ribeirão Podre/CPSO

Francisca Theodora de Oliveira Maciel: CC, Batizados da Matriz de Nossa Senhora do Pilar, códice 492, fl. 48, microfilme 104: "Aos quinze dias do mes de Janeiro de mil setecentos e cincoenta e sete annos na pia batismal desta Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar de Villa Rica do Ouro preto bautizei e pus os Santos Oleos a Francisca nascida aos oito dias deste mesmo mes, filha legitima do Sargento Mor Jose Alves Maciel natural da freguesia de Santa Maria Mayor da Villa de Vianna do Minho, e de sua mulher Donna Julianna Francisca de Oliveira natural da freguesia de Sam Sebastiam da Comarca e Bispado de Marianna; neta pella parte paterna de Francisco Alves da Cruz, e de sua mulher Antonia Maria Maciel, e pella materna do Guardamor Maximiano de Oliveira Leite, e de sua mulher Donna Ignacia Pires foram padrinhos o Capitam (Jo)se Luis de Sa ferreira e Dona Ignacia Maria Pires de Oliveira mulher de Jose Caetano Rodrigues (...) moradores na freguesia de Sam Sebastiam e o padrinho na freguesia de Antonio Dias desta dita Villa, e os pais da bautizada nesta dita freguesia do ouro preto. de que fiz este assenta(...) supra."

Francisco: 7 anos, 1824 - MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Silvério José ? - Anna

Francisco: BG T15 fl. 54v.: 1803 – Piranga - Francisco Ferreira de Araújo – Thomazia Maria da Silva, brancos, nascido em 9/4/1803, batizado em 20/5/1803

Francisco: BG T15, fl. 12v.: 1802 – Piranga - Francisco Antônio de Paula Teixeira - Vicencia Thereza de Jesus - Batizado em 20/11/1802

Francisco: BG, T15, fl. 27r.: 1802 – Piranga - Alexandre de Oliveira - Maria Teixeira, batizado em 8/12/1802

Francisco: BI, N3, fl. 114: filho de Manoel Rodrigues da Costa e Candida Maria de Jesus

Francisco (Dias dos Anjos): 7, 1832 - MP Guarapiranga 1839 – Piranga - Antônio Dias dos Anjos - Anna Clara Teixeira

Francisco (Lopes de Faria): BI N3, fl. 90: Francisco, filho de Antonio Lopes de Faria e Francisca Rosa, pardos: padrinhos Antonio da Silva e sua mulher Francisca Rosa de Jesus, moradores na freguesia de Queluz

Francisco Antônio Roiz: CSM1, cx. 120, auto 2413 – inventariante Alferes Manoel Lopes da Cruz - 1836

Francisco Barbosa Velloso e Ana Joaquina da Assunção: CI, N25, fl. 131: Em 17/11/1824, na Ermida do Padre Francisco Barbosa Velloso, freguesia de Itaverava, casaram-se "Francisco Barbosa Velloso, filho legitimo de Andre Barbosa Velloso, e de Rosa Dias dos Anjos, baptizado na freguesia de Guarapiranga, e Anna Joaquina da Assumpção, filha legitima do Alferes Manoel Jose Coelho, e de Anna Martins, baptizada na freguesia de Itaverava".

Francisco da Silva Araújo (filho): BG T15 fl. 63v.: 1803 – Piranga – Francisco, parvulo, filho legitimo de Francisco da Silva Araújo e Emerenciana Antônia de Paiva, neto pella parte paterna de Manoel da Silva Araujo do Arcebispado de Braga, e Dona Quiteria Maria do Espírito Santo desta freguesia de Guarapiranga, Bispado de Marianna, pella materna do Capitam Ubaldo Martins Paiva, e Dona Bernarda Faustina Moreira da Silva, tão bem desta freguesia e Bispado de Marianna, nasceo a dois de Setembro de mil oitocentos e tres, foi baptizado aos desanove do dito mes, e anno pello Padre Antonio Leonardo da Fonseca, lhe pos os santos oleos na Capella de Sam Miguel filial desta Matriz de Guarapiranga, forão padrinhos Manoel da Silva Araujo, Dona Bernarda Faustina Moreira da Silva de que para constar mandei fazer este asento que assignei...

Francisco da Silva Araújo Júnior, Alferes: 1802- 37, branco, casado, lavrador, lê e escreve/ MP Guarapiranga 1839 - Casado com Maria Rita da Piedade; filhos: José, Clementina, João, Francisca

Francisco da Silva Araújo Junior, Alferes: Inventariante de Bento José da Silva Costa – CSM1, 70, 1491 - 1840

Francisco da Silva Araújo, Alferes: MP Guarapiranga 1839: 66 anos, branco, casado, lavrador, lê e escreve/ casado com Eugenia Francisca de Paula; filhos: Joaquim, João, Anna, Thereza, José, Quitéria, Manoel, Isabel: nascido em 1773

Francisco da Silva Araújo: cf. BG T15 fl. 63v. de seu filho Francisco: Filho de Manoel da Silva Araújo, do Arcebispado de Braga - Quitéria Maria do Espírito Santo, da Freguesia de Guarapiranga

Francisco da Silva Araújo: Herdeiro de Anna Joaquina da Silva/CPSO, 1839

Francisco da Silva Araújo: Herdeiro de Maria Joanna da Silva: venda do lugar de nome Ribeirão Podre/CPSO

Francisco da Silva Araújo: Inventariante de Ubaldo Martins Paiva/CSM1, cx. 102, auto 2131/1833

Francisco Dias Lopes: CSM1, cód. 130, auto 2717: ano 1761, inventariante Francisco José de Carvalho, com testamento

Francisco Fernandes do Carmo: CI, N25, fl. 69v: 1/6/1818, Capela do Espírito Santo do Lamim: casamento de "Francisco Fernandes do Carmo, filho legitimo de Antonio da Costa Sol de idade de vinte e tres annos, e Theodora Maria da Costa de idade de vinte e hum annos, filha legitima do Capitão Francisco da Costa Neves ja falecido, e de Donna Anna Maria Pereira, ambos contrahentes nautraes, baptizados e moradores desta Freguesia da Itaverava..."

Francisco Ignácio da Silva Araújo: Pediu a instalação do serviço de água em Senhora de Oliveira, primeira metade do séc. XX

Francisco José Alves da Silva, Licenciado: Padrinho de Luzia/ BG T15 fl. 56/1803 – Piranga - José Dias dos Anjos, Alferes - Maria de Santa Apolônia de Magalhães

Francisco José da Rocha: CSM, 1º. Ofício, códice 87, auto 1872, 1820, inventário de sua mulher Eufrásia Maria de Jesus, não havendo filhos supérsites, embora o casal os tenha tido; filho de Manoel José da Rocha e Maria Luciana Rosa: requerimento anexado aos autos em 28 de agosto de 1820: “Diz D. Maria Luciana Roza, moradora na Espera, no Corrego da Forquilha, termo da Cidade de Marianna, que no Inventario e partilha dos bens, que ficarão por fallescimento de D. Eufrasia Maria de Jesus, casada que foi com Francisco José da Rocha, que a sobreviveo, e a que se está procedendo, como (por) falta de Declaração, de que a supe. he socia com o sobredito Viuvo, seo filho Francisco José da Rocha e Sza. em humas terras de cultura aonde morão (...) ou que se contemple no dito Inventario e Partilha a dita sociedade nas ditas terras de cultura entre a supe. e o viuvo seo filho, cabeça de cazal acima referido”.

Francisco José da Rocha e Eufrásia Maria de Jesus: CI, N25, fl. 28: casaram-se, em 7/9/1812, na "Capella da Noruega (...) Francisco José da Rocha, filho legitimo do Guarda-Mor Manoel José da Rocha e Dona Maria Luciana da Rosa, natural e baptizado nesta Freguesia, e Dona Eufrasia Maria de Jesus, filha legitima do Capitão José Rodrigues Milagres e Dona Isabel Joanna Felizarda, tão bem natural e baptizada nesta Freguesia, e todos brancos"

Francisco José Pimenta, Padre: CC, Batizados da Matriz do Pilar de Ouro Preto, códice 0492, microfilme 104: "Aos vinte e oito dias do mes de Mayo de mil sete centos e cincoenta e nove annos", batizei "Francisco Innocente filho legitimo do Doutor José Pimenta da Cunha e Vasconcellos natural da Freguesia de Santo Ildefonso da cidade do Porto e sua mulher Dona Thereza Maria de Jesus e Souza natural da Freguesia de Santo Antonio da Casa branca deste Bispado e Neto por parte Paterna do Doutor Francisco Pimenta da Cunha natural da Villa de Povoa de Lanhoso Arcebispado de Braga, e sua mer. Dona Angela da Silva Fonseca natural da mesma Freguesia de Povoa de Lanhoso, e pella Materna do Capitão Luis de Figueiredo Leitão natural do lugar de Monchique Bispado de Faro no Algarve, e sua mulher Dona Antonia Maria Caetana natural da Freguesia de Santa Catarina do Monte Sinay da Cidade de Lisboa de que tudo para constar quis fer. este assento (...) O Vigo. Encomdo. Anto. José de Moura."

Francisco Laureano Dias: 1809 – 30 anos, branco, casado, lavrador, lê e escreve/ MP Guarapiranga 1839 - Casado com Rita; filhos: João, Maria

Francisco Lopes da Cruz, Alferes: Inventariante: Joanna Francisca de Paula, CSM1, 23, 595, 1824

Francisco Rodrigues Milagres, Capitão-Mor: Inventariante de Eufrazia Maria de Jesus, 1820/CSM, 87, 1872

Francisco Xavier Mundim, Alferes: CSM1, cód. 129, auto 2692: ano 1840, inventariante Emerenciana Maria Teixeira

Genoveva Francisca dos Reis: CI, N25, fl. 80v.: "Aos oito dias do mes de Novembro de mil oito centos, e dezenove, na Capella do Divino Espirito Santo do Lamim (...) celebrarão entre si os contrahentes Manoel Dias Lopes filho legitimo do Alferes Manoel Dias Lopes, e Marcellina Angelica de Sam Jose nascido e baptizado na Capella das Merces, filial do Martir São Manoel da Pomba, e Genoveva Francisca dos Reis, filha legitima de Manoel da Rocha Reis, e Francisca Barbara da Encarnação moradores na Capella do Lamim..."

Guilherme Robertsons: 25/10/1829: "Guilherme Robertsons, filho legitimo de Geremias Robertsons e Anna Robertsons nascido e baptizado na Filadelfia nos Estados Unidos e morador no Rio de Janeiro, com Anna Esmeria de Jesus filho legitimo do Cappitão Antonio José Moreira e Maria Magdalena de Passos nascida e baptizada na Capella de São José do Chopoto onde mora."

Ignácia Francisca de Jesus: Madrinha de Maria/ BG T15 fl. 56r./1803 – Piranga - Francisco Antônio de Paula - Anna Rosa

Ignácio da Silva Araújo: CI, N25, fl 51v: 14 de fevereiro de 1816: Itaverava: casaram-se "Ignacio da Sylva Araujo, filho natural de Maria da Sylva, e Anna Joaquina da Silva, filha legitima de Thomas Ferreira, e Maria da Sylva, moradores nesta freguesia".

Ildefonso Lopes Rosado: sesmeiros da Paragem do Ribeirão Ubá, 1797, SC275, fl. 76v.

Ildefonso: BG T15, fl. 89v.: 1804 – Piranga – nascido em 1/11/1804, filho de Ildefonso Lopes Rosado e Cândida Maria Teixeira, filha de Alexandre Teixeira, natural de São Pedro, Concelho de Filgueiras, Arcebispado de Braga, e de Joanna Ferreira, natural da Capella da Vargem, filial deste Bispado de Marianna - Madrinha: Anna Maria Teixeira, viúva do falecido João Pedro

Isabel (da Silva Araújo): BG, T19, fl. 224: "Izabel, innocente, filha legitima do Alferes Francisco da Silva Araujo, e sua mulher D. Eugenia", batizada em 28/1/1838, na capela de Manjalégoas, tendo como padrinhos "Joaquim Caetano da Silva, por seu procurador o Capitam Joaquim Caetano da Silva, e D. Izabel, mulher do mesmo Capm. Joaqm. Caetano."

Isabel (da Silva Araújo): 1 ano/MP Guarapiranga 1839: filha do Alferes Francisco da Silva Araújo e Eugênia Francisca de Paula

Izabel Carolina de Oliveira Maciel: CC, Batizados da Matriz de Nossa Senhora do Pilar, códice 492, fl. 55v, microfilme 104: "Aos nove dias do mes de fevereiro de mil setecentos e cincoenta e oito annos na pia baptismal da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar de Villa Rica do Ouro preto (...) Izabel nascida aos vinte e oito dias do mes de Janeiro proximo passado filha legitima do Sargento Mor Jose Alves Maciel natural na freguesia de Santa Maria Mayor da Villa de Vianna do Minho, e de sua mulher Donna Julianna Francisca de Oliveira natural da freguesia de Sam Sebastiam da Comarca e Bispado de Marianna; neta pella parte paterna do Guarda, digo, de Francisco Alves da Cruz e de sua mulher Antonia Maria Maciel e pella materna do Guarda Mor Maximiano de Oliveira Leite e de sua mulher Donna Maria Pires; foram padrinhos o dito Maximiano de Oliveira da dita freguesia de Sam Sebastiam, e Donna Maria Pires mulher de Lionel de Abreu e Lima moradores na passagem da Cidade de Marianna e os ditos pa(...) moradores nesta freguesia do ouro preto."

Izabel Moreira do Prado: CSM2, cód. 140, auto 2839: ano 1789, inventariante Francisco Dias Braga

Jacintho José de Vargas: 1814 - 25, branco, casado, lavrador, lê e escreve/ MP Guarapiranga 1839 - Casado com Maria Filisberta; filhos: Antônio, João

Jacinto: 1822- 9 anos/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Manuel Antônio - Julianna Francisca

Joanna Francisca de Paula: Inventariante de Francisco Lopes da Cruz, Alferes, CSM1, 23, 595, 1824

João: 1810 – 21 anos/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Anna Joaquina

João: BI N3, fl. 141: filho de Manoel Francisco das Chagas e Marcelina Maria de Jesus, batizado em 11/12/1831

João (Antônio de Paula): BG, N19, fl. 226: "João, innocente, filho legitimo de Francisco Antonio de Paula, e Rita Maria da Silva", batizado em 1/4/1838, na capela de Calambau, tendo como padrinhos o "Ten. Corel. Antonio Libarato Jose Carneiro e D. Maria Magdalena, por seu procurador o Tenente Francisco Carneiro de Miranda".   João (Dias dos Anjos): 1830 – 9 anos/ MP Guarapiranga 1839 – Piranga - Antônio Dias dos Anjos - Anna Clara Teixeira

João (Laureano Dias): 1834 – 5 anos/ MP Guarapiranga 1839 - Francisco Laureano Dias - Rita

João (Lemes da Silva): BG T15 fl. 42v., 1803 – Piranga: filho de Luciano Lemes da Silva e Maria Jacinta de São José, batizado em 13/7/1803João Baptista Pereira: 1os. fazendeiros que formaram o povoado de Senhora de Oliveira, primeira metade dos 800

João Baptista Pereira: Assina por Clara Rosa da Silva, herdeira de Anna Joaquina da Silva/CPSO, 1839

João Baptista Pereira: Assina por Francisca Rosa da Silva, herdeira de Anna Joaquina da Silva/CPSO, 1839

João Bernardes: BG T15 fl. 100, 1805, filho natural de Maria Bernardes, batizado em 3/6/1805, na Capella de São Caetano, filial desta Matriz, pelo Revdo. Joaquim Francisco Arruda, Capellão da mesma, que lhe pos os santos oleos: forão padrinhos João Bernardes e Joanna Bernardes, todos desta freguesia

João da Silva Araújo: 4 anos/ MP Guarapiranga 1839 - Alferes Francisco da Silva Araújo Júnior - Maria Rita da Piedade

João da Silva Araújo: 12 anos, lê e escreve/ MP Guarapiranga 1839 - Alferes Francisco da Silva Araújo - Eugênia Francisca de Paula

João da Silva Araújo: Casado com Maria Rosa do Carmo, herdeiros de Maria Joanna da Silva: assina por eles José Elias da Silva Araújo: venda do lugar de nome Ribeirão Podre/CPSO

João da Silva Araújo: Casado com Maria Rosa do Carmo, herdeiros de Anna Joaquina da Silva: assina por eles José Elias da Silva Araújo/CPSO, 1839

João da Silva Araújo: CSM1, cód. 117, auto 2416: João da Silva araújo foi inventariante, em 1854, de Maria Izidora da Silva e de sua irmã; processo tem testamento

João Dias dos Anjos, Alferes: Requereu cópia do assento de batismo de Luzia/ BG T15 fl. 56/1825

João Dias dos Anjos: 1830 - Antônio Dias dos Anjos - Anna Clara Teixeira – Filhas: Olívia Evangelista Bernardes, Francisca de Senna Vargas

João Dias dos Anjos: BG T15 fl. 107v., 1805 – Piranga – Joam, parvulo, filho legitimo do Alveres José Dias dos Anjos e Dona Maria de Santa Apolônia Magalhaens, foi baptizado pelo Padre Luciano Barboza de Queiroz, que lhe pos os santos oleos nesta Matriz de Guarapiranga em 14 de Maio de mil oitocentos e cinco annos: foram padrinhos o Capitam Antonio Gomes Sande e Dona Francisca Clara Umbelina. Do que fiz este assento que assignei...

João Francisco: 1793 - branco, 38, casado, roceiro/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Casado com Maria Francisca; filha: Silvéria

João Francisco São Thiago e Maria Francisca de Nazaret: CI, N25, fl. 116v: "Aos vinte e hum dias do mes de Junho de mil oito centos e vinte e quatro, nesta Matriz da Itaverava pellas duas horas da tarde", casaram-se "os contrahentes João Francisco São Thiago, filho legitimo de Jose Francisco São Thiago, e Donna Rosa da Silva, nascido, e baptizado nesta Freguesia da Itaverava, e Maria Francisca de Nazaret, filha legitima de Manoel Antonio Dutra, e Julianna Francisca de Nazaret nascida e baptizada na Freguesia de Sancto Antonio do Ouro Branco, ambos moradores nesta Freguesia de Itaverava".

João Jacintho de Vargas: 1838 – 1 ano/ MP Guarapiranga 1839 - Jacintho José de Vargas - Maria Filisberta

João Jacintho de Vargas: BG, T19, fl. 221v.: "João, innocente, filho legitimo de Jacinto José de Vargas e Maria Felisberta de Oliveira foi baptizado por mim aos vinte e nove de Junho de 1838, e lhe pus os Santos Oleos; forão padrinhos Joaquim Ferreira da Silva por seu procurador Silverio Dias Braga, e D. Thereza Maria de Jesus, de que se fez este assento. O Paro. Manoel de Bitancurt Godo.": batizado na Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Guarapiranga

João José Dutra: MP, Distrito da Glória, Termo de Queluz, 1836: João José Dutra, branco, casado, lavrador, 55 anos; Josefa Maria, branca, casada, 39 anos; Filhos: Luiza, 20 anos; Marianna, 19 anos; João, 18 anos; Barbara, 16 anos; Anna, 14 anos; José, 12 anos; Antonio, 11 anos; Luiz, 8 anos; Maria, 6 anos; Manoel, 4 anos; Joaquim, 2 anos/ 36 escravos

João José Dutra: MP, Queluz, 1831: João José Dutra, branco, 50 anos, solteiro, lavrador/ 2 escravos

João Manoel Pinto: CI, N25, fl. 58: 9/9/1807, Matriz de Santo Antônio de Itaverava: casaram-se "João Manoel Pinto, filho legitimo de Manoel Pinto Carneiro, e de Joanna Maria dos Reis, natural e baptizado na Freguesia de Itatiaia, e Benta Maria Duarte, natural e baptizada nesta Freguesia de Itaverava."

João Nepomuceno (Dias dos Anjos): 1814- 25, branco, solteiro, negociante, lê e escreve/ MP Guarapiranga 1839 - José Dias dos Anjos, Alferes

João Teixeira de Carvalho, Capitão: Padrinho de José /BG, T15, fl. 17v./1802 – Bacalhau - Francisco Teixeira de Carvalho - Joaquina Maria de Jesus

João Teixeira de Carvalho: Marido de Thereza Teixeira de Sequeira/cf. Francisca /BG, T15, fl. 17v./1802

João Teixeira de Oliveira: Inventariante de Alexandre Teixeira/CSM1, cx. 40, auto 914/1813

Joaquim (da Silva Araújo): 1826 - 13, solteiro, feitor, lê e escreve/ MP Guarapiranga 1839 - Alferes Francisco da Silva Araújo - Eugênia Francisca de Paula

Joaquim Augusto Guadalupe Pinto Paiva: Inventariante: Belarmina Coelho Guadalupe, ACSR, Cartório CPO, Loc. 1: São João, T1: C, Leg: B, caixa 649 – 1907: “Diz D. Belarmina Coelho Guadalupe que, tendo fallecido nesta cidade seo marido – o Cirurgião Dentista Joaquim Augusto Pinto Paiva Guadalupe – deixando filhos menores, precisa fazer o inventario dos bens que ficarão para que possão ser devidamente partilhados e, pois, requer de V. Sa. se digne admittil-a a prestar juramento de inventariante...” (fl. 2r); “declarou que se marido Doutor Joaquim Augusto Pinto Paiva Guadalupe falleceu a quatro de Maio do corrente anno [1907] sem testamento.” (fl. 3v.); “Título dos herdeiros: 1º. D. Maria Augusta Guadalupe, maior de vinte e un annos, 2º. D. Alice Guadalupe Guedes, casada com Carlos Guedes, 3º. D. Eugenia Guadalupe Artigas, casada com o Tenente José Góes Artigas, 4º. Armando Augusto Guadalupe, maior de 21 annos, 5º. D. Leontina Guadalupe, solteira, vinte e um annos, 6º. Luis Augusto Guadalupe, solteira, com vinte e um annos de edade, 7º. D. Ercilia Guadalupe, com dezoito annos de edade, 8º. D. Elzy Guadalupe, com dezesseis annos de edade, 9º. D. Edith Guadalupe, com dez annos de edade, 10º. José Guadalupe, com sete annos” (fl. 3v); assinaturas: Carlos Guedes, Alice Guadalupe Guedes, Luiz Augusto Guadalupe, Maria Augusta Guadalupe, Ercilia Augusta Guadalupe, Leontina Augusta Guadalupe, Elzy Augusta Guadalupe, Berlarmina Coelho Guadalupe (fl. 6v); Eugenia Guadalupe Artigas e José de Góes Artigas enviam procuração de Realengo [Rio de Janeiro], com data de 14 de junho de 1907 (fl. 7); Armando Augusto Guadalupe manda procuração de Porto Alegre [RS], com data de 9 de julho de 1907 (fl. 8); bens: “Um predio de sobrado, à rua Pe. José Maria no. 10/Uma mobilia de sala de visitas, inclusive um piano/Uma mobilia de sala de entrada constando de seis cadeira, um sophá e tres mesas/Uma mobilia de sala de jantar constando de uma mesa, sete cadeiras, um guarda-louças, um guarda-comida e uma étagére/Um gabinete dentario/1º. dormitorio: Uma cama de casados, uma de creança, duas commodas, um guarda-roupa, um lavatorio, dois bidets/2º. dormitorio: Duas camas, sendo uma de casados e outra de solteiro e um guarda-roupa/3º. dormitorio: Uma cama de casados, outra de solteiro e um lavatorio/ (...) 6 apolices da Divida Publica de valor nominal de 1:000$000 (...)/ 11 ditas geraes, novo padrão, do mesmo valor nominal, do Emprestimo de 1897” (fl. 10); Partilha: “À meação da viuva serão adjudicados o predio, a mobilia, a louça, a divida activa e apolices, completando-se com dinheiro. (...) A pagamento da legitima do herdeiro Luiz Guadalupe serão dados o gabinete para dentista e uma apolice e aos demais herdeiros somente apolices e dinheiro.” (fl. 22)

Joaquim Ignácio da Silva Araújo, Alferes: Senhora de Oliveira, 1868: doa sobrado do largo da Matriz para ser casa paroquial

Joaquim Ignácio da Silva Araújo, Coronel: Instalou o telégrafo em Senhora de Oliveira - primeira metade do séc. XX

Joaquim José Coelho: 10/7/1827: Casamento de Joaquim José Coelho, filho legítimo de José Coelho da Silva, já falecido, e sua mulher, nascido e batizado na Capela de São Caetano, com Candida Eliodora Guilhermina, exposta na casa do Padre Manoel da Silva Araujo e batizada na Capela da Senhora do Desterro do Melo, ambos moradores de São Caetano/CP Y11 fl. 138v.-139

Joaquim José de Araújo e Bernarda Joaquina da Silva: Padrinhos de  Umbelina/ BG T15 fl. 77/1804 - São Caetano - Martinho de Oliveira - Clara Maria da Silva

Joaquim Pereira Cardoso: Inventariante: Manoel Coelho de Magalhães – CSM1, 82, 1711, 1840

Joaquim Rodrigues de Melo: 1802 – 37 anos, branco, casado, lavrador, lê e escreve/ MP Guarapiranga 1839 - Casado com Antônia Dias dos Anjos; filhos: Maria, Antônio, Theodoro, Manoel, Justina, Joaquim

Joaquim Vieira de Souza: Professor de primeiras letras, Senhora de Oliveira, 1864

Joaquim: 1825 – 6 anos/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Manuel Antônio - Julianna Francisca

Joaquim: 1833 – 6 anos/ MP Guarapiranga 1839 - Joaquim Rodrigues de Melo - Antônia Dias dos Anjos

Joaquim: BG, T15, fl. 9v.: 1801 – Piranga - Joaquim José da Silva - Francisca Ribeiro do Valle, batizado em 17 de julho de 1801

Joaquina Rosa de Jesus: Casada com Manoel Teixeira de Oliveira, herdeira de José Ignácio da Silva Araújo, herdeiro de Anna Joaquina da Silva/CPSO, 1839

José: 1816 – 15 anos/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Manuel Antônio - Julianna Francisca

José: 1823 – 8 anos/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Anna Joaquina

José: 1825 – 6 anos/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Silvério José ? - Anna

José: BG T15 fl. 41v.: 1803 – Piranga - Sebastião Martins de Araújo - Maria Thereza de Jesus, batizada em 23/1/1803

José: BG T15 fl. 88: 1803 – Lamim - Joaquim José da Silva - Anna Rita da Silveira, batizado na Capella do Espirito Santo do Lamin, em 20/6/1803

José: BG T15: 1801 – Piranga - Joaquim da Silva Araújo e Maria Clara, brancos, batizado em 29/3/1801

José: BG, T15, fl. 17v.: 1802 – Bacalhau - Francisco Teixeira de Carvalho - Joaquina Maria de Jesus, batizado em 3/10/1802 - Padrinhos: Capitão João Teixeira de Carvalho e s/ mulher Thereza Teixeira de Sequeira, todos desta freguesia

José: BG, T15, fl. 20r.: 1802 – Piranga - Ildefonso Lopes Rosado - Cândida Maria Teixeira, batizado em 21/11/1802

José (Alves Maciel): CC, códice 492, fl. 75, microfilme 104, batizados da Matriz do Pilar de Ouro Preto: 1o./5/1760, Capella de Santa Quiteria, batizado de José, filho legitimo do Sargento Mor José Alves Maciel e Dona Julianna Francisca de Oliveira

José (da Silva Araújo): 1820 – 11 anos/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 – Itaverava - Manoel da Silva Araújo - Clara Maria

José (da Silva Araújo): 1831 – 8 anos/ MP Guarapiranga 1839 - Alferes Francisco da Silva Araújo Júnior - Maria Rita da Piedade

José (da Silva Araújo): 1833 – 6 anos/ MP Guarapiranga 1839 - Alferes Francisco da Silva Araújo - Eugênia Francisca de Paula

José Alves Moreira, Alferes: CSM1, cód. 134, auto 2797: inventário, 1804: casado com Clara Maria Teixeira/ Título de herdeiros: Francisca Clara Teixeira casada com Jose Dias Ladeira - 35 annos/ José Alves Moreira morador na Furmiga - 34 anos/ Lino Alves Moreira casado morador na Pomba - 32 annos/ Joaquim Alves Moreira casado 30 annos/ Antonio Alves - 28 annos/ Maria Clara Teixeira falecida casada com Antonio Soares Teixeira/ Manoel - 20 annos/ Anna - 17 annos/ Filho natural: José da Silva, morador no Bacalhau, casado - 40 annos; cf. seu testamento, o Alferes José Alves Moreira era natural e batizado na freguesia de Guarapiranga, assistente na Capella de Nossa Senhora da Oliveira, filho legítimo de Fabião Martins Moreira e Antonia Maria Alves, já falecidos; seu filho natural, José da Silva, pardo, era filho de Bernarda da Silva, crioula moradora na praia de Capella do Mestre de Campos.

José Antônio de Paula e Ignácia Francisca de Jesus: Padrinhos de Maria/ BG T15 fl. 56r./1803 – Piranga - Francisco Antônio de Paula - Anna Rosa

José Antônio de Souza e Anacleta Francisca dos Reis: CI, N25, fl. 103: Em 10/6/1822, na Capela do Lamim, casaram-se "Jose Antonio de Souza, filho natural de Eugenia Maria da Silva, natural e baptizado na Freguesia de Barbacena, e Anacleta Francisca dos Reis, filha legitima do Alferes Manoel da Rocha Reis, e de Francisca Barbara de Encarnação, natural e baptizada, e moradora nesta Freguesia de Itaverava".

José Antunes de Faria, Padre: AEAM, Devassas, julho de 1762-dezembro de 1769: [fl. 78 v.-80 r.] Vicente Ferreyra de Almeida "Tambem disse que sabe, pello ver e conhecer, e ser publico, que o Padre Jose Antunes de Faria, vive amancebado, com [ilegível] Mulher Cabra a couza de sete Annos, de quem tem dous filhos, hua filha que ainda he de peito, com tão pouco pejo que anda na rua com os seus meninos pella mão, e paga alluguel de casa e toda a mais despesa que faz adita cabra com seus filhos..." Assinado: "Pe. Francisco de Macedo Cunha, o escrivão da verd. que o escrevi".

José Augusto Guadalupe: ACSR, Cartório CPO, Loc. 1: São João, T1: C, Leg: B, caixa 649 – 1907: no primeiro semestre de 1907, quando do inventário de seu pai, tem 7 anos; em 17 de fevereiro de 1922, apresenta requerimento de maioridade, lavrado em São João del Rei, anexado ao processo, bem como sua certidão de nascimento: “José Augusto Guadalupe, nascido em 17 de novembro de 1900, filho legitimo de Joaquim Augusto Pinto Paiva Guadalupe, cirurgião dentista, natural de Travanca de Oliveira do Hospital, Distrito de Coimbra, Província do Douro, Portugal, e de sua mulher Belarmina Coelho Guadalupe, natural da Lage de Tiradentes, deste Estado, casados na Lage, Municipio de Tiradentes, deste Estado, neto paterno de José Joaquim Pinto, e da finada Maria Julia Pinto, e materno de José Antonio Coelho e da finada Maria Luzia”.

José Augusto Lins: 1871 - filho de Antônio Augusto Lins e Cândida Augusta dos Reis Lins

José Bernardo da Cunha: MP São Januário do Ubá, 1838: José Bernardo da Cunha, pardo, casado, 35 anos/ Feliciana Maria, parda, casada, 20 anos/ Filhos: Joaquim, 4 anos; Jacintha, 8 anos

José Dias dos Anjos, Alferes: MP Guarapiranga 1839: 46 anos, branco, viúvo, negociante, lê e escreve/  - Filhos: João Nepomuceno, Antônio Amâncio: nascido em 1793

José Dias dos Anjos, Alferes: CC, notação CC - cx. 61 - 30573 - cx. 61, rolo 520: nomeado, pelo Capitão do distrito Antônio Gomes Sande, para o posto de Alferes da Companhia de Ordenança do Arraial de Nossa Senhora da Conceição de Guarapiranga, em 7/7/1803

José Dias dos Anjos: Inventariante de Manoel Francisco Bastos/CSM1, cx. 113, auto 2318/1820

José Dias Ferraz, Alferes: Assina por Francisca Rosa da Silva, herdeira de Maria Joanna da Silva: venda do lugar de nome Ribeirão Podre/CPSO

José Dias Lopes e Francisca Maria de São José: CI, N25, fl. 134 v: "Aos vinte e seis dias do mes de Fevereiro de mil oitocentos e vinte e seis pelas quatro horas da tarde, na Capella do Divino Espirito Sancto do Lamim", casamento que "entre si celebrarão José Dias Lopes, filho legitimo do Alferes Manoel Dias Lopes, e de Marcelina Angelica de São José, e Francisca Maria de São José, filha legitima do Alferes João Teixeira de Oliveira, e de Maria Luisa de São José moradores da sobre ditta Capella (...), sendo testemunhas presentes o Alferes José Dias Lopes e o Capitão Manoel Rodrigues".

José Elias da Silva Araújo: assina por João da Silva Araújo, casado com Maria Rosa do Carmo, herdeiros de Anna Joaquina da Silva/CPSO, 1839

José Elias da Silva Araújo: assina por João da Silva Araújo, casado com Maria Rosa do Carmo, herdeiros de Maria Joanna da Silva: venda do lugar de nome Ribeirão Podre/CPSO

José Francisco de Souza: BG T15 fl. 53r. de sua filha Humbelina: José Francisco de Souza - Elena (Anna?) Maria da (ilegível)

José Francisco de Souza: CSM1, cód. 94, auto 1965: ano 1837: inventariante Anna Maria Teixeira

José Gonçalves Dutra e Bernardina Maria de Jesus: CI, N25, fl. 109: Em 23/4/1823, na Capela da Espera, casaram-se "José Gonsalves Dutra de idade de trinta annos, filho digo exposto em casa de Domingos Gonsalves Pereira já fallecido nascido e baptizado na Freguesia da Villa de Queluz, e Bernardina Maria de Jesus, filha legitima de Ignacio da Costa Valladares, e de sua mulher Theresa Maria de Jesus já fallecida nascida e baptizada na Freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Prados e (...) moradora na Applicação de Nossa Senhora da Piedade da Espera".

José Ignácio da Silva Araújo e Manoel Ignácio da Silva Araújo: assinam por Clara Maria de Jesus, herdeira de Maria Joanna da Silva: venda do lugar de nome Ribeirão Podre/CPSO

José Ignácio da Silva Araújo: 1os. fazendeiros que formaram o povoado de Senhora de Oliveira, primeira metade dos 800

José Ignácio da Silva Araújo: casado com Rita Cândida dos Sacramentos, herdeiro de José Ignácio da Silva Araújo, herdeiro de Anna Joaquina da Silva/CPSO, 1839

José Ignácio da Silva Araújo: herdeiro de Anna Joaquina da Silva, tem como herdeiros: José Ignácio da Silva Araújo casado com Rita Cândida dos Sacramentos; Francisca Rosa da Silva, casada com Alexandre Rocha de Oliveira; Joaquina Rosa de Jesus, casada com Manoel Teixeira de Oliveira; Antônia Rosa da Silva/CPSO, 1839

José Ignácio da Silva Araújo: Juiz de Paz - Relação dos “homens de bem” de SO, 1864

José Lopes Rosado, Furriel: sesmeiros da Paragem do Ribeirão Ubá, 1797, SC 275, 100v; ACSM II, 10, 345, medição em 13.nov.1818, com todos os lados com matos também devolutos na beira da estrada de Ubá a Conceição do Turvo [atual município de Senador Firmino]/Felisberto Antônio Leal/Manuel Leitão de Almeida

José Nogueira de Souza, Alferes: Inventariante de José Soares Maciel/CSM1 cx. 94, auto 1954/1820

José Nunes de Carvalho, Guarda-Mor, e Antônia Angélica da Anunciação: CI, N25, fl. 82: Em 18/5/1820, na Matriz de Santo Antônio de Itaverava, casaram-se o "Guarda Mor José Nunes de Carvalho, filho legitimo dos falecidos Guarda Mor Jose Nunes de Carvalho, e de Donna Theresa Maria de Jesus nascido e baptizado nesta Freguesia de Itaverava, e Donna Antonia Angelica da Anunciação viuva do Capitão Luis Rodrigues Milagres falecido moradores desta Freguesia".

José Ribeiro Guimarães: Inventariante: Antonio Vaz de Carvalho, Licenciado – CSM1, 131, 2740, 1810

José Soares Maciel: CSM1 cx. 94, auto 1954, inventariantes Alferes José Nogueira de Souza e Capitão-Mor Antônio Teixeira Guimarães - 1820

José Vieira de Souza: Padrinho de Francisca /BG, T15, fl. 17v./1801

Josefa Inácia do Espírito Santo: Inventariante de Antônio Dutra da Silva/ ACSR, Cart.: JO, Loc. 1: Boa Vista, T1: S, Loc. 2: São Gonçalo, T2: A, Loc. 3: Carijós, T3: Fr., Loc. 4: São José, T4: T, Leg: R, caixa C-31- Carijós (Lafaiete)

Julianna Francisca: 1784 - branca, 47, casada, família/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Casada com Manuel Antônio; filhos: ? (de 26 anos), José, Antônio, Jacinto, Joaquim, Marianno, Francisca, Oirias (?); 12 escravos

Julianna Thereza de Jesus: herdeira de Anna Joaquina da Silva: assina por ela Rafael Teixeira de Oliveira/CPSO, 1839

Justiano da Cunha Pereira: 1os. fazendeiros que formaram o povoado de S. de Oliveira, primeira metade dos 800

Justina: 7 anos/ MP Guarapiranga 1839: 1832 - Joaquim Rodrigues de Melo - Antônia Dias dos Anjos

Laureano Dias dos Anjos: 1827 - Antônio Dias dos Anjos - Anna Clara Teixeira – Filhos: Antonio, José, Jovelina, Carlos, Perciliana, Belmiro, Maria, Perciliano, João, Joaquim, Maria Ferreira Dias

Laureano: BG T15, fl. 7 – Alferes Laureano José Coutinho e Maria Lina, batizado em 7 de maio de 1801

Lauriano (Dias dos Anjos): 1827 - 12, lê/MP Guarapiranga 1839 - Antônio Dias dos Anjos - Anna Clara Teixeira

Leonor: 1816 - 15/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Manoel da Silva Araújo - Clara Maria

Lucio Henriques Pereira dos Santos: CPCN, Livro de registros de óbito 2, fl. 160-160v., termo 38: "Aos desesseis dias do mes de setembro de mil novecentos e cinco, neste arraial de Capella Nova das Dores Municipio de Quelús do Estado de Minas Gerais, em meu cartorio compareceu João Francisco Pereira, lavrador, em presença das testemunhas abaixo assignadas declarou que ontem as dose horas do dia na fasenda denominado Retiro neste districto falleceu Lucio Henriques Pereira dos Santos, fasendeiro com sessenta e quatro annos nactural deste districto, casado com Dona Mariana Angelica dos Reis de cujo enlace deixou sette filhos sendo Antonio já fallecido, Anacleta já fallecida, ambos deixarão filhos. Jose casado, Anna, Malvina e Francisco solteiros e Mariana casada ambos deste districto, morte foi natural causada por (...) e vai ser sepultado no cemiterio deste arraial. E para constar lavrei este termo que assigno com o declarante e as testemunhas depois de lido por mim. Procopio Gomes, escrivão, escrevi."

Ludovico: BG, T15, fl. 17v.: 1802 – Bacalhau - José de Souza Pacheco, Furriel - Francisca Rosa da Silva, batizada na Capella de Santo Antonio de Bacalhau, em 9/10/1802 - Capellam Antônio da Costa Athaide

Luís (da Silva): BG, T19, fl. 192v.: "Luis, filho legitimo de José Luis da Silva e Umbelina Clara de Jesus", batizado na Matriz de Guarapiranga, em 21/7/1832

Luiz de Oliveira: cf. BG T15 fl. 62v. de sua filha Maria, filho de: Mário (Hilário?) Luiz de Oliveira - Joanna Maria da Silva

Luiz Teixeira Guimarães: BG, T19, fl. 220v.: "Luiz, filho legitimo de José Teixeira Guimarães e D. Anna Maria de Jesus", batizado na Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Guarapiranga em 15/3/1838, tendo como padrinhos o Guarda Mor Luis Nunes de Carvalho por seu procurador Camillo Ferreira Braga, e D. Antonia Angelica da Anunciação

Luzia: BG T15 fl. 56: 1803 – Piranga - José Dias dos Anjos, Alferes - Maria de Santa Apolônia de Magalhães, batizada em 7/10/1803 - Padrinhos: Licenciado Francisco José Alves da Silva e Francisca Dias dos Anjos/ ao lado do registro: a 23/2/1825 se extraiu deste assento uma cópia a requerimento do Alferes João Dias dos Anjos, e foi a primeira

Luzia Gonçalves: CSM2, códice 25, auto 627, inventário, 1736, inventariante José Ferreira

Manoel: BI, N3, fl. 116: filho de Manoel Rodrigues de Oliveira e Maria Francisca da Assumpção

Manoel (da Silva): BG T15 fl. 101v.: Manoel, filho de Manoel Francisco da Silva e Eufrásia Maria da Silva, batizado em 12/3/1805, em Guarapiranga

Manoel (da Silva): BG T15 fl. 43v.: Manoel, filho de Joaquim José da Silva e Francisca Ribeira do Valle, batizado em 9/1/1803, em Guarapiranga

Manoel (da Silva Araújo): 13 anos/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831, filho de Manoel da Silva Araújo e Clara Maria 

Manoel (Dias dos Anjos): BG T15 fl. 11v.: 1802 – Piranga - Antônio Dias dos Anjos, Tenente - Anna Teixeira de Jesus - Nascido em 12/4/1802, batizado em 9/5/1802

Manoel (Lopes de Faria): BI, N3, fl. 87: Manoel, filho de Manoel Lopes de Faria e Rita Maria de Jesus - padrinhos: José Nunes de Morais, solteiro, e Anna Maria de Jesus, viúva

Manoel (Lopes de Faria): BI, N3, fl. 104: Manoel, filho de Antonio Lopes de Faria e Francisca da Silva de Jesus, pardos - padrinhos João da Rocha e sua mulher Maria d'Assumpcão

Manoel (Pereira): BG T15 fl. 58v.: Manoel, filho de João Baptista Pereira e Clara Rosa da Silva, brancos, moradores na Capella de Nossa Senhora de Oliveira, batizado em 5/6/1804, na dita capela; padrinho: Pe. Manoel da Silva Araújo e sua mãe Dona Quitéria Maria do Espírito Santo, todos desta freguesia

Manoel (Rodrigues de Melo): 15 anos/ MP Guarapiranga 1839: filho de Joaquim Rodrigues de Melo e Antônia Dias dos Anjos

Manoel Antônio Dutra: branco, 51 [annos], casado, fazendeiro/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Casado com Julianna Francisca; filhos: ? (de 26 anos), José, Antônio, Jacinto, Joaquim, Marianno, Francisca, Oirias (?); 12 escravos

Manoel Coelho de Magalhães: um dos primeiros fazendeiros que formaram o povoado de Senhora de Oliveira , primeira metade dos 800

Manoel Coelho de Magalhães: Inventariante de Antônio Coelho de Magalhães, Alferes – CSM1, 101, 2101, 1795

Manoel Coelho de Magalhães: Inventariante de Joaquim Pereira Cardoso– CSM1, 82, 1711, 1840

Manoel da Costa Sol e Maria Umbelina de Oliveira: CI, N25, fl. 24v.: casaram-se, em 18/5/1811, na Capella da Espera, "Manoel da Costa Sol, filho legitimo de Antonio da Costa Sol e Victoria Rodrigues da Costa, de dezenove annos" e "Maria Umbelina de Oliveira, filha natural de Maria Rosa da Conceição, de dezesseis annos, todos brancos e moradores desta freguesia"

Manoel da Rocha Reis: CI, N25, fl. 68v-69r: "Aos cinco dias do mes de Maio de mil oito centos, e dezoito annos na Capella do Divino Espirito Sancto do Lamim, filial da Matriz de Itaverava, pelo meio dia, o Reverendo José Pinto Barbosa de minha licença em presença das testemunhas o Reverendo Manoel Pereira Pontez, e o Alferes Antonio José Ferrás (...) não haver impedimento ao Matrimonio, que com palavras de presente, e mutuo consentimento celebrarão entre si os contrahentes Manoel da Rocha Reis, de idade de vinte annos, filho legitimo do Alferes Manoel da Rocha Reis, e Donna Francisca Barbara de Encarnação, e Joanna Mesquita de Sam Jose, filha legitima do Alferes João Teixeira de Oliveira, e Donna Luisa Maria de Sam Jose de idade de quinze annos, ambos nascidos e baptizados na Capella do Lamim, filial desta Freguesia..."

Manoel da Rocha Reis, Alferes: CI, N25, fl. 85v.: Aos desesette dias do mes de Abril de mil oitocentos e vinte annos na Capella do Lamim (...)" matrimônio "que celebrarão o Alferes Manoel da Rocha Reis viuvo, que ficou de Dona Francisca Barbara desta freguesia, e Dona Elena Maria de Jesus viuva, que ficou de Francisco Antonio de Oliveira da freguesia de Guarapiranga, e de presente moradores desta freguesia brancos de idade elle de sesenta annos, ella de trinta e seis..."

Manoel da Rocha Reis, Alferes: anotações do Padre José Duarte de Souza Albuquerque sobre a família do Alferes Manoel da Rocha Reis: "Esta família procede de Manoel Francisco dos Reis, natural de Portugal, casado em Sant'Ana do Morro do Chapéu na família de Manoel de Souza Meireles. Um dos seus filhos, Alferes Manoel da Rocha Reis, casado com Bárbara da Encarnação, residiu, por algum tempo, em São Caetano do Xopotó (Cipotânea) e depois transferiu-se para a Capela do Lamim onde se acha o mais forte reduto da família Reis. Pelo terceiro decênio do século passado, seu filho Joaquim dos Reis morava na Fazenda da Boa Vista que fazia parte da Sesmaria da Posse de João de Lima; vendeu a referida fazenda para Manoel Dornelas da Costa, que vendeu-a para Manoel Castório de Almeida. A Fazenda da Boa Vista passou a denominar-se Castório. Os herdeiros de Manoel Castório venderam-na pelo decorrer de 1884, ao meu avô paterno Antônio de Souza Almada. Falecendo este e deixando dívidas, a fazenda do Castório foi à praça pública e rematada por José Rosa Belo, proprietário da Fazenda do Amargoso. Na primeira década do século passado dois filhos de Manoel da Rocha Reis, morador no Lamim, casaram-se em Capela Nova com filhas de Manoel Francisco de Paiva, donde provém os Paivas Reis. Outro filho de Manoel da Rocha Reis, José da Rocha Reis, casou-se na Capela das Dores no segundo decênio do século passado com Emerenciana de tal... Falecendo a primeira mulher, José da Rocha Reis casou-se com sua sobrinha Maria Cândida dos Reis. São pais de D. Jesuína, que se casou com Teodoro Catão Fernandes Leão, pais do falecido Américo Fernandes Leão, morador que foi na fazenda de Estevão Marques, município de Santana."

Manoel da Silva (Araújo?): Eleitor paroquial  - em 1875, SO possuía 3 “eleitores parochiais”

Manoel da Silva Araújo: 2 anos/ MP Guarapiranga 1839 - filho do Alferes Francisco da Silva Araújo e Eugênia Francisca de Paula

Manoel da Silva Araújo: BG, T19, fl. 202v: "Manoel, innocente, filho legitimo do Alferes Francisco da Silva Araujo e D. Eugenia Franca. de Paula foi baptizado aos vinte e dois dias de Maio de mil oito centos e trinta e seis, na Capella de Manjalegoas desta Freguesia, forão padrinhos o Capm. Joaquim Caetano da Sa. e sua Irmã D. Joaquina, de que fiz este assento. O Cdor. Manoel Bitancurt Gdo."

Manoel da Silva Araujo: BI, N3, fl. 75: "Aos 8 dias de Novembro de 1815 o Pe. Joaquim Francisco Arruda baptizou e pos os Stos. Oleos a Anna parvula branca expoxta ao C. Manoel da Silva Araujo: forão padrinhos o Pe. José Pinto Barbosa e D. Anna Joaquina da Silva mer. do Alfes. Manoel José Roiz todos esta frega."

Manoel da Silva Araújo: branco, 53, casado, fazendeiro/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Casado com Clara Maria; filhos: Anna, Leonor, Manoel, José; 25 escravos

Manoel da Silva Araújo, Capitão: CSM2, códice 24, auto 599: inventário, 1812, inventariante Quitéria Maria do Espírito Santo: "[fl.1] Inventario dos bens q/ ficarão p/ falescimto. do Capitão Manoel da Silva Araujo casado que foi com Quiteria Maria do Espirito Santo q/ falesceo sem ttto. em 14 de (Abril) de [1812]./ Anno do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Christo de mil oito centos e doze aos vinte e tres dias do mes de Agosto do dito anno nesta fazenda da Oliveira (...) do falescido Ca[pitão] Manoel da [Silva] Araujo freguesia (...) Piranga termo da Leal Cidade de Ma[rianna]. (...)/ [fl. 2] Titulo de herdeiros: Padre Manoel da Silva de idade de trinta e sinco annos - 35; Anna casada com o Alferes Manoel Jose Rodrigues de trinta e tres annos - 33; Maria Joanna casada com Francisco Dias dos Anjos de idade de trinta e hum annos - 31; Francisco da Silva de vinte e nove annos casado - 29; José Ignacio de vinte e sete annos - 27; Clara de idade de vinte e seis annos casada com João Baptista Pereira - 26; Antonio da Silva de idade de vinte e quatro annos - 24; Francisca de idade de vinte e hum annos - 21; Rosa de idade de quatorze annos - 14; João de idade de seis annos - 6./ [fl. 6v-7] Termo de abstenção: Aos vinte e tres dias do mes de Agosto de mil oito centos e dous annos nesta fazenda dos herdeiros do falescido Capitão Manoel da Silva Araujo Aplicação da Oliveira freguesia do Piranga termo da Leal Cidade de Marianna aonde eu escrivão ao diante nomeado (...) e sendo ahi aparescerão presentes o Alferes Manoel José Rodrigues por cabessa de sua mulher Anna Joaquina o Alferes Francisco Dias dos An[jos] por cabessa de sua mulher Maria Joa[n]na, João Baptista Per[eira] por cabessa de sua mulher Clara herdeiros do falescido Capitão Manoel da Silva Araujo e por elles foi dito em presença das testemunhas ao diante nomeadas e assignadas que muito de suas livres vontades sem constrangimento de pessoa alguma desistião da legitima paterna do dito falescido e se levantão com os seus dotes constantes da declaração feita pella Inventariante deste Inventario e nada mais querem da (di)ta herança paterna e do referido para constar faço este termo em que assignão os ditos herdeiros por cabessas de suas mulheres (...)"/ [fl. 7-7v] José Ignácio da Silva Araújo é nomeado tutor de seus irmãos menores./ [fl. 8] "Termo de abstenção do Padre Manoel: Aos vinte e seis dias do mes de Agosto de mil oito centos e dous annos nesta fazenda da Viuva e herdeiros do falescido Manoel Dias Ladeira Aplicação de Bras Pires freguesia da Piranga (...) ahi aparesseo presente o Padre Manoel da Silva Araujo e por elle me foi dito que muito de sua livre vontade e sem constrangimento de pessoa alguma desiste da legitima paterna de seu Pae o Capitão Manoel da Silva Araujo e se levanta com os bens doados para seu patrimonio nada mais queria herdar da legitima do dito seu Pae e declara ser o Patrimonio avaliado realmente em quinhentos e sincoenta mil reis" (...)/ [fl. 9v] Monte Mor 1:621$500/ [fl. 20v] Quitéria Maria do Espírito Santo vive ainda em 1820, quando assina o processo a rogo/ [fl. 2]`Na margem esquerda, ao lado dos nomes dos filhos padre Manoel, Anna, Maria Joanna e Clara, se anotam as abstenções; ao lado do nome do filho Antônio, anota-se "Falesceo", o que parece implicar que faleceu antes do fim do processo, em 1820.

Manoel da Silva Araújo, Doutor: CSM1, códice 123, auto 2578, testamento do Doutor Manoel da Silva Araújo – 22/11/1793: “deixo e entrego a meu irmão Manoel da Silva Araujo na falta de quem o filho meu sobrinho Manoel da Silva Araujo declaro meu testamenteiro (...). Declaro que nasci na freguezia de Santiago de Geres, Arcebyspado de Braga, filho legitimo de José da Silva Araujo e de sua mulher Anna Maria da Silva, já defuntos (...). Nunca fui cazado nem tenho filhos. Título de herdeiros: O capitão Manoel da Silva Araujo, herdeiro e testamenteiro do dito fallecido testador Doutor Manoel da Silva Araujo, seu irmão”.

Manoel da Silva Araujo, Doutor: CSMrt 44, fl. 16 ss.: "Registro do ttto. do Doutor Manoel da Silva Araujo de quem he tttro. o Capm. Manoel da Silva Araujo/ Em nome da Santissima Trindade Padre Filho e Esperito Santo, trez pessoas destintas, e hum Só Deos Verdadeiro. Saibam quantos este instrumento de testamento e ultima vontade, ou como em Direito melhor haja virem que no anno do nacimento de Nosso Senhor Jesus Christo de mil sette centos, oitenta e oito aos vinte e nove de Maio do dito anno nesta Cidade de Marianna, eu Manoel da Silva Araujo estando (...), em meu perfeito juizo e entendimento que Nosso Senhor me deu, e temendome da morte, e não saber o dia, nem a hora em que Deos Nosso Senhor serà servido levarme para Si faço este meu testamento na forma e maneira seguinte = Primeiramente encomendo minha alma a Santissima Trindade (...) = E como sempre vivi pobre, e não tenho bens mais que os seguintes, hum crioulo por nome Boaventura, hum Angolla por nome João, e hum Relogio, e hua Espingarda, hum Espadim, e outros trastes de Caza que se acharem por meu fallessimento, que todos duvido cheguem para pagamento do que devo, e por essa razão nada posso dizpor, maz sim, se antes do meu fallessimento adquerir outros bens que excedam as dividas, nelles instituo por meu herdeiro e Testamenteiro meu Irmão o Capitam Manoel da Silva Araujo, e na falta deste Seu filho Manoel da Silva digo o Seu filho, meu Sobrinho Manoel da Silva Araujo declaro por meus Testamenteiros [fl. 16v] nesta cidade ao Senhor Joam Henriques e ao Senhor Antonio Jose Ferreira Frazão (...) = Declaro que sou natural da Freguesia de Sam Tiago de Gozens do Arcepispado de Braga filho legitimo de Joam da Silva Araujo, e de sua mulher Anna Maria da Silva ja defuntos nunca fui cazado nem tenho filhos (...)"

Manoel da Silva Araújo, Padre: Cf. BG T15 fl. 58v., filho de Quitéria Maria do Espírito Santo

Manoel da Silva Araújo, Padre: Exposta em sua casa: Cândida/BG T15 fl. 43r./1802 - Santana do Desterro

Manoel Dias dos Anjos: 1802 – BG T15, fl. 13v. - Piranga - Antônio Dias dos Anjos e Anna Florencia de Jesus, brancos, naturais desta freguesia de Guarapiranga, nascido a doze de abril de mil oitocentos e dois, batizado a nove de maio do mesmo ano, nesta matriz

Manoel Dias dos Anjos: Inventariante do Alferes Antônio Dias dos Anjos em 1787 – falecido em 1827

Manoel Dias Lopes: CI, N25, fl. 80v.: "Aos oito dias do mes de Novembro de mil oito centos, e dezenove, na Capella do Divino Espirito Sancto do Lamim (...) celebrarão entre si os contrahentes Manoel Dias Lopes filho legitimo do Alferes Manoel Dias Lopes, e Marcellina Angelica de Sam Jose nascido e baptizado na Capella das Merces, filial do Martir São Manoel da Pomba, e Genoveva Francisca dos Reis, filha legitima de Manoel da Rocha Reis, e Francisca Barbara da Encarnação moradores na Capella do Lamim..."

Manoel Francisco Bastos: CSM1, cx. 113, auto 2318, inventariante José Dias dos Anjos, 1820

Manoel Ignácio da Silva Araújo e José Ignácio da Silva Araújo: assinam por Clara Maria de Jesus, herdeira de Maria Joanna da Silva: venda do lugar de nome Ribeirão Podre/CPSO

Manoel Ignácio da Silva Araújo: assina por Rosa Maria da Silva, herdeira de Maria Joanna da Silva:  venda do lugar de nome Ribeirão Podre/CPSO

Manoel Ignácio da Silva Araújo: assina por Rosa Maria da Silva, herdeira de Anna Joaquina da Silva/CPSO, 1839

Manoel Ignácio da Silva Araújo: herdeiro (?) de José Ignácio da Silva Araújo, herdeiro de Anna Joaquina da Silva (ou ele é herdeiro diretamente de Anna Joaquina?) /CPSO, 1839

Manoel Ignácio da Silva Araújo: Juiz de Paz, relação dos “homens de bem” de SO, 1864

Manoel José Ferreira, Capitão-Mor: CSM1 cód. 113, auto 2334, inventariante Antônio Teixeira Guimarães, ano 1832, tem testamento

Manoel José Teixeira: CI, N25, fl 44: "Aos quatro dias do mes de Fevereiro de 1815 annos (...)", casaram-se "Manoel José Teixeira, de idade de desoito annos, filho legitimo de Manoel Teixeira, e de Quiteria dos Anjos, branco, e Maria Rosa do Nascimento, filha legitima de Jose Rodrigues, e Francisca Rosa, de idade de treze annos, branca, natural e baptizada na Capella da Espera (...) e ambos moradores desta Capella".

Manoel Lopes da Cruz, Alferes: Inventariante de Francisco Antônio Roiz/CSM1, cx. 120, auto 2413/1836

Manoel Lopes da Cruz, Guarda-Mor: CSM1, códice 73, auto 1583 – inventariante Rosa Francisca, 1793 - Rio Espera – filho de Maria Lopes Vital: “Inventario dos bens que ficarão por fallecimto. do Gda. Mor Manoel Lopes da Cruz casado que foi com D. Rosa Francisca segunda vez e a pra. com Anna Thereza de Jesus que falleceu com tto. em 24 de Mayo de 1793./ Anno do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo de mil e Sette Centos e noventa e tres annos aos nove dias do mes de Julho do dito anno nesta fazenda chamada o Ribeirão da Espera da freguesia de Itaberava do termo da leal Cidade de Marianna onde foi vindo o Doutor Manoel da Silva Araujo vereador mais velho na Camara da dita Cidade e Juiz de Orphaens pella ordenação nella e seu termo (...) ter chegado a noticia a elle (de) haver fallecido o Guardamor Manoel Lopes da Cruz casada: que foi primeira vez com Anna Maria de Jesus de que se fez inventario por este juizo de orphaens e por dependencia do mesmo por tema o inventario de seus bens a este juizo de orphaens e por se achar na posse de bens que ficarão do mesmo fallecido sua segunda mulher Rosa Francisca sendo esta presente lhe deferiu elle (...) ajuizamento dos Santos Evangelhos e hum livro de lley e lhe encarregou que bem e verdadeiramente.../ este inventario todos os bens que havião ficado no seu casal por fallecimento do dito seu marido assim em ouro em po em barra peças de ouro e prata bens moveis semoventes.../ Testamento de Manoel Lopes da Cruz: Saibam quantos este publico instrumento de testamento virem que sendo no anno do Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo de mil e setecentos e noventa e tres eu Manoel Lopes da Cruz estando em perfeito juizo e temendo (...) da morte faço este meu testamento declaro que sou filho natural de Maria Lopes Vital ja fallecida nascido e baptizado na freguesia de São Payo do Pinheiro da Bemposta do Bispado de Aveiro e Comarca de Esgueira e do presente assistente na freguesia de Santo Antonio do Itaveraba. Declaro que na mesma freguesia fui casado com Anna Maria de Jesus já fallecida e de quem tive tres filhos ainda vivos por nomes Maria = Ignacia = e Manoel todos ja casados. Declaro que passei a segundas nupcias e me acho casado com Rosa Francisca nesta mesma freguesia de Santo Antonio do Itaverava de quem tenho duas filhas por nomes Anna = e Rosa aquella casada com Manoel Pereira Nunes e esta viuva do fallecido Gervasio Pacheco Lopes. Declaro que os tres meus filhos de minha primeira mulher Maria = Ignacia = e Manoel lhe tocam a sesmaria de terras que comprei com o Capitão Bento Alves Vianna ao Coronel Miguel Teixeira Coelho (ilegível). Declaro que dei a Maria, casada com Ignacio Pacheco duzentos e sessenta mil reis com tão bem mais uma crioulla por nome Anna em preço de cem mil reis; e a Ignacia casada com Ignacio Alves trezentos e quatro mil reis, digo mil e quatrocentos reis e a Manoel casado com Joaquina filha de Joaquim da Silva nada lhe apresentei. (...) Declaro que meu corpo será amortalhado e enterrado na Capella de Nossa Senhora da Piedade da Espera e acompanhado meu corpo por doze sacerdotes os que dirão missa de corpo presente. (...) Declaro que se dirão pela minha alma cem missas nesta freguesia de esmolla estimada destas de tres meses a eleição de meu testamenteiro = Declaro que se dirão mais pella minha alma cem Missas no convento de Santo Antonio do Rio de Janeiro de esmolla (...) e outras cem Missas de esmolla (...) no Convento do Carmo no mesmo Rio de Janeiro que todas serão ditas dentro de 4 meses. Declaro que no mesmo convento de Santo Antonio se dirão mais vinte missas (...) pella alma de minha fallecida mulher Anna Maria de Jesus = Declaro que a meu Neto Manoel, filho de Manoel Pereira Neves quarenta mil reis para o ensinarem a escrever e contas e a Manoel meu neto filho do fallecido Gervasio quatrocentos mil reis para o mesmo ministerio a Manoel Lopes quarenta mil reis para o mesmo effeito = Declaro que deixo dez oitavas para o Altar de Nossa Senhora das Dores desta Capella da Espera (...) e a Senhora da Piedade da mesma capella dez oitavas = Testamenteiros/ em primeiro lugar a Ignacio Paxeco Lopes e Manoel Pereira Neves em segundo lugar a Antonio Nunes Cruz e em terceiro lugar a Ignacio Alves Pereira que vão ser meus testamenteiros. Espera”, 1/2/1793. Faleceu Manoel Lopes da Cruz na freguesia de Santo Antonio de Itaverava, donde era paroquiano, morador no distrito de Espera, aos 24/5/1793. Inventário: Título de herdeiros: 1) Maria, casada com Ignacio Pacheco Lopes da idade de 35 anos pouco mais; 2) Ignacia, casada com Ignacio Alves Pereira de idade de 32 anos pouco mais ou menos; 3) Manoel Lopes da Cruz, de idade de 30 anos pouco mais ou menos; 4) Anna, casada com Manoel Pereira Neves, de idade de 24 anos mais ou menos; 5) Rosa, viúva de Gervasio Pacheco Lopes, de idade de 22 anos mais ou menos. Sua segunda mulher e viúva assina, a rogo, Rosa Francisca de Jesus. Declarações anexas ao inventário: “Dizem Ignacio Alvz. Pera. por cabeça de sua mulher Ignacia Lopes, e Manoel Lopes da Cruz q. por fallecimento de sua sogra e mae Anna Maria de Jesus primeira mulher do Guarda Mor Manoel Lopes da Cruz coube a cada hum dos supes. no valor do sitio da vivenda noventa e nove mil e trinta reis.”/ “Dizem Ignacio Alvarez Pera. por cabeça do casal de sua mulher Ignacia Lopez, e Ignacio Pacheco Lopes, por cabeça do casal de sua mulher Maria Lopes, e Manoel Lopes da Cruz, que elles querem por certidão em breve relatorio passado pello Escrivão de Orfãos dessa Villa, em cujo juizo se procedeu o inventario, as declarações seguintes: Quem foi o Inventariante = Quanto avultou o monte = Em que (...) = Quanto restou da herança = Quanto pertenceu a cada hu(m) dos Erdeiros = Em que especie lhes ficou = E se lhe ficou a herança nos mesmos bens = Quem foram os rematantes e seus fiadores = E tudo por mais que se apontar.”/ O inventário foi encerrado em 26/8/1793: “Certifico que citei D. Rosa Francisca, viuva (....), Ignacio Pacheco Lopes, Manoel Pereira Neves, Ignacio Alves. Pereira, Manoel Lopes da Cruz, Rosa Maria de Jesus”.

Manoel Lopes da Cruz: Inventariante de sua mulher Ana Maria de Jesus/ ACSR, Loc. 1: Piranga, T1: S, Loc. 2: Itaverava, T2: Fr., Loc. 3: São José, T3: T, Leg: P, caixa 108

Manoel Lopes Rosado: 29/1/1842, Capela do Calambau: "Manoel Lopes Rosado viuvo que ficou de Florencia Maria de Jesus filho natural de Dorothea Maria Thereza nascido e batizado na Freguesia de Nossa Senhora da Conceição, com Anna Maria Pires, filha legitima de Thomaz Caldeira e Josepha Pires ambos ja fallecidos nascida e batizada em São José do Barroso e ambos moradores no Calambáo"/CP Y11 fl. 129v-130

Manoel Martins Paiva: CSM1, códice 66, auto 1456: "Inventario dos bens que ficarão por fallecimento de Manoel Martins Paiva casado que foi com D. Thereza Maria da Silveira que falleceo sem ttto. em 3 de Agosto de 1796. (...) me foi dito que neste sitio chamado Pirapetinga do Manja Legoas freguesia de Guarapiranga (...) Curador: Alferes Vicente Dias Pais. (...) Título de herdeiros: Dona Anna Theodora 44 annos/ Capitão Ubaldo Martins de Paiva 42 anoos/ Dona Marianna casada com o Alferes Vicente Dias Paes 40 [annos]/ Salvador Martins Paiva 38 [annos]/ Manoel 35 [annos]/ Dona Thereza solteira 33 [annos]/ Dona Ignacia solteira 29 [annos]/ João de 27 annos pouco mais/ Francisco de 26 annos pouco mais/ D. Vicencia de 24 annos pouco mais."

Manoel Silvério de Mello: 1os. fazendeiros que formaram o povoado de Senhora de Oliveira, primeira metade dos 800

Manoel Teixeira de Carvalho: mineiro/consta da relação da Provedoria Real dos homens mais ricos de Guarapiranga, 1746

Manoel Teixeira de Oliveira: casado com Joaquina Rosa de Jesus, herdeira de José Ignácio da Silva Araújo, herdeiro de Anna Joaquina da Silva/CPSO, 1839

Manuel José Teixeira Murta, Capitão: VT, F2 de Murta

Maria: filha natural de Joanna, escrava do Tenente João Baptista Pereira, batizada em Senhora de Oliveira em 24/7/1871: padrinhos Raphael da Silva Araujo e sua mulher Joanna Theresa de Jesus/BG, T22, fl. 32

Maria (Dias dos Anjos): 14 anos/MP Guarapiranga 1839 - filha de Antônio Dias dos Anjos e Anna Clara Teixeira

Maria (Dutra Gonçalves): CI, N12: "Maria, innocente, filha legitima de Manoel Dutra Gonçalves de Resende e de D. Maria Rosa de Jesus, forão padrinhos José Dutra Gonçalves de Resende e D. Anna Antonia da Silva Resende", batizada na "Capella da Gloria, filial de Queluz"

Maria (Laureano Dias): 1835 – 4 anos/ MP Guarapiranga 1839 - filha de Francisco Laureano Dias e Rita

Maria Agostinha dos Reis: CC, batizados da Matriz de Nossa Senhora do Pilar de Ouro Preto, códice 492, fl. 70v, microfilme 104: 25/10/1759, batizado de "Maria, filha legitima do Doutor Manoel Manso da Costa, natura e baptizado nesta freguesia, e Donna Clara Maria de Castro, natural e baptizada na capella do Morro da Passagem filial da cidade de Marianna, neto parterno do Doutor Manoel da Costa Reis, natural e baptizado na freguesia de Santo Antonio da cidade da Bahia e sua mulher Donna Bernarda de Vasconcellos Negreyros [e Cunha] natural e baptizada na freguesia da Madalena da cidade de Lisboa, e pela materna do Capitão Antonio Alves Castro, natural e baptizado na freguesia de São Paulo da cidade de Lisboa, e de sua mulher Dona Joanna Baptista de Negreyros, natural e baptizada na freguesia do (...) da cidade da Bahia."

Maria Dias dos Anjos: CSMs, cx. 1, auto 18, 1792: Sesmaria no Ribeirão São Francisco Xopotó

Maria Filisberta de Oliveira: 24 (anos), branca, casada, costureira/ MP Guarapiranga 1839 - casada com Jacintho José de Vargas; filhos: Antônio, João

Maria Francisca: branca, 24 (anos), casada, família/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - casada com João Francisco; filha: Silvéria

Maria Jacinta Leonor de França: VT Bn3 de França

Maria Joanna da Silva: Herdeiros: Francisca Rosa da Silva, assina por ela o Alferes José Dias Ferras; Eugênia Francisca de Paula, assina por ela Francisco da Silva Araújo; João da Silva Araújo, casado com Maria Rosa do Carmo, assina por ela José Elias da Silva Araújo; Clara Maria de Jesus, assinam por ela José Ignácio da Silva Araújo e Manoel Ignácio da Silva Araújo; Rosa Maria da Silva, assina por ela Manoel Ignácio da Silva Araújo; Clara Rosa da Silva, mãe de João Baptista Pereira)/CPSO: venda da herança de D. Maria Joanna da Silva, do lugar de nome Ribeirão Podre

Maria Luciana Roza: CSM, 1º. Ofício, códice 87, auto 1872, 1820, inventário de Eufrásia Maria de Jesus, casada com Francisco José da Rocha, filho de Manoel José da Rocha e Maria Luciana Rosa: requerimento anexado aos autos em 28 de agosto de 1820: “Diz D. Maria Luciana Riza, moradora na Espera, no Corrego da Forquilha, termo da Cidade de Marianna, que no Inventario e partilha dos bens, que ficarão por fallescimento de D. Eufrasia Maria de Jesus, casada que foi com Francisco José da Rocha, que a sobreviveo, e a que se está procedendo, como (por) falta de Declaração, de que a supe. he socia com o sobredito Viuvo, seo filho Francisco José da Rocha e Sza. em humas terras de cultura aonde morão (...) ou que se contemple no dito Inventario e Partilha a dita sociedade nas ditas terras de cultura entre a supe. e o viuvo seo filho, cabeça de cazal acima referido”.

Maria Manoela de Magalhães: CSM, códice 114, auto 2365, inventário de Maria Manoela de Magalhães, inventariante José Pereira Pinto Bastos, 1848: “Fallecida sem ttto., a quatro de Fevero. do corrente anno [1848]”; inventário aberto em 24 de abril do mesmo ano; Título de herdeiros: 1º. Bazilio Pera. Pto. Bastos, de 23 a[nno]s; 2º. D. Maria Tertolianna de 17 as.; 3º. D. Maria Angelica [ilegível] de 14 as.; 4º. D. Maria Emmerencianna 13 as.; 5º. D. Maria Izabel 10 as.; 6º. D Libania Maria 6 as.; em requerimento de 1853, todos assinam assim: Maria Izabel Pereira Pinto, Libania Maria Regina, Maria Tertoliana Celistina, Maria Emerencianna Claudomila, Maria Angelica do Patrocinio, Bazilio Pera. Pinto Bastos; “Maria Manoela de Magalhães faleceu “nesta Fazenda denominada Pontal do Turvo da Freguesia do Inficcionado to Termo da Leal Cidade de Marianna (...) cazada que foi com o Capitão José Pereira Pinto Bastos”; bens: fazendas, gado, escravo, móveis, objetos de ouro e prata.

Maria Rita da Piedade: 1805 - 24, branca, casada/ MP Guarapiranga 1839 - Casada com o Alferes Francisco da Silva Araújo Júnior; filhos: José, Clementina, João, Francisca

Maria Rosa do Carmo: casada com João da Silva Araújo, herdeiros de Maria Joanna da Silva: assina por eles José Elias da Silva Araújo: venda do lugar de nome Ribeirão Podre/CPSO

Maria Rosa do Carmo: casada com João da Silva Araújo, herdeiros de Anna Joaquina da Silva: assina por eles José Elias da Silva Araújo/CPSO, 1839

Maria: 1818 – 13 anos/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Silvério José ? - Anna

Maria: 19 anos/ MP Guarapiranga 1839: 1820 - Joaquim Rodrigues de Melo - Antônia Dias dos Anjos

Maria: BG T15 fl. 109, 1805 – Piranga - José Ignácio da Silva - [Clara? ] Maria de Jesus, batizada na Matriz de Guarapiranga em 1/8/1805

Maria: BG T15 fl. 37r., 1803 – Piranga - Antônio Soares Ferreira - Maria Clara Teixeira, batizada em 5/6/1803

Maria: BG T15 fl. 56r., 1803 – Piranga - Francisco Antônio de Paula - Anna Rosa, brancos, batizada em 24/10/1803 - Padrinhos: José Antônio de Paula e Ignácia Francisca de Jesus, desta freguesia

Maria: BG T15 fl. 58r., 1804 – Piranga - Antônio Teixeira de Guimarães, Capitão - Anna Clara de Jesus, batizada em 8/5/1804

Maria: BG T15 fl. 62v., 1803 – Piranga - Luiz de Oliveira - Theodozia Maria do Espírito Santo, batizada em 9/5/1803, padrinhos Mário (ou Hilário?) Luis de Oliveira e Joanna Maria da Silva, avós da batizada, todos desta freguesia

Maria: BG, T15, fl. 15r., 1802 – Piranga - Antônio Cardoso Dias - Anna Maria da Silva, nascida em dezembro/outubro de 1802, batizada em 28 do mesmo mês

Marianna: 1821 – 10 anos/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Silvério José ? - Anna

Marianna Bernarda: Inventariante: Antônio Dutra Costa, ACSR, Cart. JO, Loc. 1: Palmital, T1: S, Loc. 2: Carijós, T2: Fr, Loc. 3: São José, T3: T, Leg: R, caixa 433 – 1774 - Carijós (Lafaiete)

Marianna Francisca de Assumpção: CPCN, Livro de registros de óbitos no. 4, fl. 135v.-136, termo 47: "Aos nove dias do mes de outubro de mil novecentos e vinte e tres neste arraial de Capella Nova das Dores Municipio de Quelus Estado de Minas Gerais em meu cartorio compareceu Benigno da Costa Cesar, sapateiro, em presença das testemunhas adiante assignadas declarou que ontem em domicilio no lugar denominado 'Conceição' neste districto falleceu D. Marianna Francisca de Assumpção fasendeira com noventa annos de idade viuva de Lucio Henriques Pereira dos Santos deixou seis filhos sendo Antonio fallecido deixou filhos, Mariana casada com João Francisco Pereira, Francisco, solteiro, Malvina casada com Antonio de Paiva, Jose casado e Anna fallecida deixou filhos Anacleta fallecida deixou filhos. Falleceu de morte nactural causada por (...) e vai ser sepultada no cemiterio deste arraial. E para constar lavrei este termo que assigno com o declarante e as testemunhas. Benigno da Costa César."

Marianna Nunes da Assunção: CSM2, códice 39, autor 906: inventário feito em 1814, inventariante Francisco Fernandes de Souza

Marianno: 1828 – 3 anos/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Manuel Antônio - Julianna Francisca

Mário: BG, T15, fl. 22r.: 1802 – Piranga - José Nogueira de Souza - Anna Clara Rosa da Silva, batizado em 23/6/1802

Oirias (?): 1820 - 11, rendeira/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Manuel Antônio - Julianna Francisca

Prisciliano Rodrigues Milagres: Construiu nova capela e matriz em Senhora de Oliveira, 1927-1931

Protásia: 16 anos/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - filha de Anna Joaquina

Quitéria (da Silva): 4 anos/ MP Guarapiranga 1839 - filha do Alferes Francisco da Silva Araújo e Eugênia Francisca de Paula

Quitéria (da Silva): BG, T19, fl. 200v.: "Quiteria, innocente, filha legitima do Alferes Francisco da Silva Araujo e Dona Eugenia Francisca de Paula foi baptizada aos dezoito de Junho de mil oito centos e trinta e quatro pelo Revdo. Constantino Jose de Marcelhas, que lhe poz os Santos Oleos nesta Matriz, digo na Capella do Manjalegoas desta Freguesia, forão padrinhos Bento da Silva Costa e D. Anna Rita da Piedade, de que fiz este assento."

Rafael: BG, T19, fl. 199v.: "Rafael, filho natural de Senhorinha parda escrava de Jacinto José de Vargas", batizada na Matriz de Guarapiranga, em 1o./11/1837

Rita (Dias): 1815 - casada com Francisco Laureano Dias, 24/ MP Guarapiranga 1839 - Filhos: João, MariaRita (Teixeira): BG, T15, fl. 18v.: 1801 – Piranga: filha de Francisco Antônio de Paula Teixeira e Vicência Thereza de Jesus, batizada em 27/1/1801

Rita (Teixeira): BG, T15, fl. 20r.: 1802 – Piranga: filha de Ildefonso Lopes Rosado e Cândida Maria Teixeira, batizada ex periculo vitae pelo Alferes Silva da Teixeira (gêmea de José, ver acima)

Rita (Teixeira Guimarães): BG, T19, fl. 222: "Ritta, parvula, filha legitima de Luis Teixeira Guimarães e Emerencianna Candida de Jesus", batizada na Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Guarapiranga, em 26/7/1838, tendo como padrinhos José Teixeira Guimarães e sua mulher D. Anna Maria de Jesus

Rita Cândida dos Sacramentos: casada com José Ignácio da Silva Araújo, herdeiro de José Ignácio da Silva Araújo, herdeiro de Anna Joaquina da Silva/CPSO, 1839

Rita Milagres da Silva: 1820 - Thomaz Rodrigues Milagres - Izabel Cândida Assumpção

Rosa Dias dos Anjos: CSM1, cx. 127, auto 2653, Inventariante Bernardino Pereira da Cunha, 1802/Ela foi inventariante de André Barbosa Velloso em 1800

Rosa Francisca: Inventariante de Manoel Lopes da Cruz, Guarda-Mor/CSM1, cx. 74, auto 1583/1793

Rosa Lins: CC, códice 0492, microfilme 104/0001-0034, batizados da Matriz de Nossa Senhora do Pilar, Ouro Preto, 1749 a 1789: "Aos onze dias do mes de Dezembro de mil setecentos e sincoenta e sinco annos nesta Matriz de N. Sra. do Pillar da Villa Rica bautizey e pus os Santos Oleos a Roza filha de Luis Pinham de Mattos natural e bautizado na Freguesia de S. Antonio do Recife Bispado de Pernambuco, e de D. Vitoriana Lins de Albuquerque naturale bautizada na Freguesia do Cabo do mesmo Bispado: foram padrinhos o Reverendo Vigario de Santa Barbara Antonio Freyre da Costa e D. Viotoriana Paes de Queÿros mulher do Sargento Mor Gregorio de Mattos Lobo residente na Freguesia da Guarapiranga (...) com procuração do dito o Alferes Domingos de Sa Rodrigues de que fiz este acento. O Paro. Pedro Gram de Saa."

Rosa Maria da Silva: herdeira de Anna Joaquina da Silva: assina por ela Manoel Ignácio da Silva Araújo/CPSO, 1839

Rosa Maria da Silva: herdeira de Maria Joanna da Silva: assina por ela Manoel Ignácio da Silva Araújo: venda do lugar de nome Ribeirão Podre/CPSO

Salvador Martins de Miranda, Padre: CSM1, cx. 146, auto 3053, inventariante Alferes Ubaldo Martins Paiva, 1794

Sebastião José de Godoy, Padre: CSM1 cx. 127, auto 2666, inventariante Ubaldo Martins Paiva, 1796

Sferra: Chegou um Sferra em Buenos Aires em 1883

Silvéria: 1826 – 5 anos/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - João Francisco - Maria Francisca

Silvério Gonçalves Dutra: 1826 – fal. 1896 em Itaverava - Manoel Antônio Dutra - Julianna Dutra - Filhos: Silvério Gonçalves Dutra, Maria Petrina D., Rosa Maria D., Antônio D.

Silvério José ?: 1794 - branco, 37, casado, fazendeiro/MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava - Casado com Anna; filhos: Anna, Maria, Antônio, Marianna, Francisco, José; 10 escravos

Silvestre Lopes de Faria: CI, N25, fl 57v: 14 de julho de 1817: Espera: casaram-se "Sylvestre Lopes de Faria, 19 annos, filho legitimo de Francisco Lopes e Rosa Francisca, natural de Queluz, e Joaquina Maria dos Reis, dezesseis annos, filha legitima do Alferes Manoel da Rocha e de Dona Francisca Barbosa, natural de Itaverava".

Simão Lins de Albuquerque: NP, p. 112-113: “Arnau de Vasconcellos de Albuquerque, servio, como fica dito, e casou com D. Maria de Oliveira, e do referido matrimonio tiveram unicamente a D. Maria Lins, que casou com Fernando Carvalho de Sá, de quem procedem as famílias que Vmcê. tem escripto, e Bartholomeu Lins de Albuquerque a quem Vmcê. escreve de Oliveira, que assim se chamou seu sobrinho, filho da dita sua irmã D. Maria Lins e elle Bartholomeu Lins de Albuquerque, que assim o acho tratado em uma escriptura feita em sua casa no Engenho Novo de Goyanna e da mesma; que foi Capitão da Ordenança da Freguesia de S. Lourenço de Tejucupapo, onde casou com D. Joanna de Figueiroa, viuva de Antonio Cavalcante de Albuquerque e neto de Antonio de Hollanda de Vasconcellos. É Antonio Cavalcante de Albuquerque filho de Antonio Cavalcante de Albuquerque e de sua mulher D. Isabel de Goes de Vasconcellos, como Vmcê. escreveo, porque declara a escriptura que fez Francisco Vasconcellos com os herdeiros de seu tio Arnau de Hollanda de Vasconcellos, e de seu tio Lourenço Cavalcante de Albuquerque, e nesta mesma escriptura declara ser feita em casa de morada do Capitão Bartholomeo Lins de Albuquerque, segundo marido de D. Joanna de Figueiroa, filha de Jorge Homem Pinto e de sua mulher D. Anna de Carvalho, a qual foi primeira vez casada com Antonio Cavancante de Albuquerque, como fica dito, e deste Antonio Cavalcante, que o mataram, ficou única D. Maria Cavalcante, da qual foi tutor seu padrasto Bartholomeo Lins, por provisão real, como tudo consta da mesma escriptura e esta D. Maria Cavalcante é mais conhecida por Dona Maria Cavalheira, e foi a segunda mulher do Coronel Jeronymo Cavalcante de Albuquerque, de que ha posteridade, e desse matrimonio é que procedem os Cavalcantes, chamados de Gramame, de quem quiz dar Vmcê. uma completa noticia, porém [não] o posso fazer, por não achar pessoa que me declare sem confusão esta descendencia, e aqui fiquemos, ficando Vmcê. certo que tambem na sucessão do primeiro matrimonio deste Jeronymo Cavalcante de que adeante darei a Vmcê. a noticia que alcansar, e tornando ao casamento do dito Capitão Bartholomêo Lins com D. Joanna de Figueiroa, direi o que tenho descoberto, que são os filhos seguintes: Anna de Albuquerque Lins, que casou com Raphael de Carvalho e teve um filho do mesmo nome, que casou com N...; Luiz de Albuquerque, que casou com Leonor Mendes e tiveram um filho, por nome Simão Lins de Albuquerque, que casou no Cabo com D. Marianna... e deste matrimonio ha sucessão. Declara-se que D. Anna de Albuquerque Lins, viuva de Raphael de Carvalho, casou segunda vez com Joanna de Castro, digo com João de Castro e deste segundo matrimonio tiveram os filhos seguintes: Marcos de Castro, que casou e não teve sucessão; Roque de Castro, que casou e não teve sucessão; Cosme de Castro, sem sucessão; Pedro de Castro, sem sucessão.”

Theodora: 1790 – 41 anos, solteira, casa/ MP, cx. 04, doc. 20 Itaverava, 22 setembro 1831 - Vive com Anna Joaquina

Theodoro: 10 anos/ MP Guarapiranga 1839: 1829 - Joaquim Rodrigues de Melo - Antônia Dias dos Anjos

Theotônio: CC, cód. 492, fl 89v, microfilme 104, batizados da Matriz do Pilar de Ouro Preto: 27/2/1762: Theotonio, filho legitimo do Sargento Mor José Alvres Maciel e de sua mulher (?)anna Francisca Paes de Oliveira

Thereza Teixeira de Carvalho: Madrinha de Francisca /BG, T15, fl. 17v./1802

Thereza Teixeira de Sequeira: Mulher do Capitão João Teixeira de Carvalho/Madrinha de José /BG, T15, fl. 17v./1802 – Bacalhau - Francisco Teixeira de Carvalho - Joaquina Maria de Jesus

Thereza: 1831 – 8 anos/ MP Guarapiranga 1839 - Alferes Francisco da Silva Araújo - Eugênia Francisca de Paula

Thereza: BG T15 fl. 126r.: 1806 – Piranga - Antônio Teixeira Guimarães, Capitão - Anna Clara de Jesus, batizada na Matriz, em 23/9/1806

Thereza: BG, T15, fl. 23r.: 1802 – Piranga - Antônio Pereira Dias - Maria Teixeira da Cruz, batizada em 17/11/1802

Thereza Maria da Silveira: CSM2, códice 136, auto 2749: "Inventario dos bens que ficarão por fallecimto. de D. Thereza Maria da Silveira viuva de Mel. Ms. Paiva que o foi com ttto. na aplicação da Capella do Mestre de Campo frega. de Guarapiranga em 23 de Junho de 1807, testamenteiro Salvador Martins Paiva. (...) Titulo de herdeiros: 1 - D. Anna Theodora - solteira - 55 [annos]/ 2 - Capitão Ubaldo Martins de Paiva - 53/ 3 - Marianna Luiza casada com o Alferes Vicente Dias Paes/ 4 - Salvador Martins de Paiva de idade de 48 pouco mais ou menos/ 5 - D. Thereza casada com Manoel Moreira de São Payo/ 6 - Francisco Antonio 37/ 7 - D. Ignacia casada com João José Fialho/ 8 - D. Vicencia casada com Francisco Antonio de Paulla Teixeira/ Netos filhos de Manoel Martins e sua mulher Clara Rosa Maria fallecido antes: Manoel 21 annos/ Antonio 15/ Marianna 15/ Marianno 13/ Neto filho de João Pedro Martins casado com Anna Maria: Domingos 21/ Traslado do testamento de D. Thereza Maria da Silveira: Em nome de Deos Amem (...) Saibão quantos este (...) mil oito centos e sete aos dezesses dias do mes de Junho do dito anno, nesta Fazenda por nome Ribeirão de São Domingos (...). Eu D. Thereza Maria da Silveira natural de Santa Quiteria desta Freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Guarapiranga, filha legitima do Capitão Domingos Corrreia da Silveira e sua mulher Dona Anna Alvarez das Merces, moradora nesta applicação da Capela de Mestre de Campo (...)"; testamenteiros: em primeiro lugar Salvador Martins de Paiva, em segundo lugar o Capitão Ubaldo Martins de Paiva, em terceiro lugar o Alferes Francisco da Silva Araujo; "meu corpo sera envolto em habito de Nossa Senhora do Monte do Carmo da qual sou irmã terceira (...) meu corpo seja sepultado na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Guarapiranga (...). Deixo a minha neta Marianna, filha do Alferes Vicente Dias Pais dez oitavas de esmola, a minha neta filha do fallecido meu Filho Manoel dez oitavas de esmola, tão bem deixo de esmola a Antonio Pinto Pereira duas oitavas (...). Declaro que do remanescente da minha terça deixo metade a minha filha Dona Anna Theodora que vive em minha companhia solteira, e outra metade repartida igualmente a todos os mais filhos casados."/ "Diz João José Fialho como cabeça do casal de sua mulher D. Ignacia Francisca da Percincola..." (observação: Thereza Maria da Silveira sabe escrever, pois assinou no inventário do marido)

Thomaz Rodrigues Milagres: um dos primeiros fazendeiros que formaram o povoado de S. de Oliveira - Cas. 1ª. vez, em Mariana, 12/6/1811, c/ Isabel Cândida Assunção, filhos: Francisco, Rita e José; cas. 2ª. vez c/ Francisca Milagres, filhos: Antônio, Thomaz e Maria Angélica (VT2, p. 39-45). Em 1833, Capitão dos Guardas Nacionais de S. de Oliveira, colocando-se contra o republicanos (Rebelião de 1833. RAPM 18, p. 146)

Thomaz Rodrigues Milagres e Isabel Cândida da Assunção: CI, N25, fl. 19: casaram-se, na catedral de Mariana, em 12/6/1811, "Thomaz Rodrigues Milagres, ele natural e baptizado na Capela da Oliveira, e D. Isabel Candida da Assumpção, viuva que ficou do falecido Alferes Antonio Jose Salgado Guimarães, ambos moradores da freguesia de Itaverava"

Thomé: BG T15 fl. 97r.: 1805 - Capela de São Miguel – Thomé, filho legitimo do Alferes Francisco da Silva Araújo e de Dona Emerenciana Antônia de Paiva, batizado em 2/1/1805, na Capella de São Miguel - Padrinhos: Ubaldo Martins e Paiva e sua mulher Bernarda Faustina Moreira

Tristão (Dias dos Anjos): 1834 - 5/ MP Guarapiranga 1839 - Antônio Dias dos Anjos - Anna Clara Teixeira

Ubaldo Martins e Paiva e sua mulher Bernarda Faustina Moreira: Padrinhos de Thomé/ BG T15 fl. 97r./1805 - Capela de São Miguel - Francisco da Silva Araújo, Alferes - Emerenciana Antônia de Paiva

Ubaldo Martins Paiva, Alferes: Inventariante de Salvador Martins de Miranda, Padre/CSM1, cx. 146, auto 3053/ 1794

Ubaldo Martins Paiva: CSM1, cx. 102, auto 2131, inventariante Francisco da Silva Araújo, 1833: Ubaldo Martins Paiva, morador na Pirapetinga do distrito de Mestre de Campo da Freguesia do Piranga do Termo da Cidade de Marianna, viuvo que ficou de Dona Bernarda Faustina Moreira, fallecido sem testamento a 29 de abril de 1833.../ inventário perante o Juiz de Órfãos, “a cujo fim sendo presente seu Neto Inventariante Francisco da Silva Araujo”.../ Título de herdeiros: 1) Ubaldo Martins Paiva – 56 anos; 2) Emerenciana Antonia de Paiva, casada que foi com o Alferes Francisco da Silva Araujo de quem ficarão os filhos seguintes: 1) Francisco da Silva Araujo – 30 anos; 2) Thomé da Silva Araujo – 28 anos; 3) Antonio da Silva Araujo, Tenente – 28 anos; 4) Luzia Rosa da Silva, casada com o Alferes Francisco Teixeira de Oliveira – 22 anos; 5) Francisca Antonia de Paiva, casada com Joaquim Alves Ladeira – 21 anos; 6) Maria Antonia de Paiva – 20 anos; 7) Emerenciana Antonia de Paiva – 18 anos.

Ubaldo Martins Paiva: Inventariante de Sebastião José de Godoy, Padre/CSM1 cx. 127, auto 2666/1796

Umbelina (Humbelina no assento): BG T15 fl. 53r.: 1803 – Piranga - José Francisco de Souza e Anna Maria Teixeira, neta paterna de José Francisco de Souza e Elena Maria da (ilegível), neta materna de Joaquim Teixeira Botelho e Maria das Neves, nascida em 18/8/1803, batizada em 8/9/1803

Umbelina: BG T15 fl. 77: 1804 - São Caetano - Martinho de Oliveira - Clara Maria da Silva, nascida em 23/12/1803, batizada em 25/1/1804 - Padrinhos: Joaquim José de Araújo e Bernarda Joaquina da Silva, todos desta freguesia (de Guarapiranga)

Valeriano (da Costa Reis): CC, códice 492, microfilme 104, batizados da Matriz do Pilar de Ouro Preto: 9/6/1761, Valariano, filho legítimo do Dr. Manoel Manso da Costa Reis e D. Clara Maria de Castro

Victorianna Lins de Albuquerque: AEAM, Devassas, julho 1762-dezembro 1769, fls. 76 v.-84 r.: [fl. 76v.-77 r.] "Antonio Martins Fagundes casada de idade de cincoenta e [ilegíve~l] annos, que vive de fundidor da Real Caza da fundição, desta Villa Rica (...) disse que sabe por ser publico e escandelozo que D. Victorianna Mulher cazada [corrompido] por nome não [ilegível] moradores na Ladra. desta villa, que he fornicaria e deshonesta, e que tem intregado suas filhas para attos torpes";[fl. 77 v.-78 r.] "João da Silva Torres (...) Tambem sabe elle testemunha por ser publico nottorio e escandelloso que Donna Victorianna, Mulher de Luis Pinhão de Mattos, vive de cometer adulterio com o Doutor ouvidor desta Comarca Jose Piyo Ferreyra e de alcobitar suas filhas, dizendo que não ha couza como ser mulher dama que sempre tem duas patacas na algibeyra e não sabe elle testemunha, que seu Marido Luis Pinhão sayba dos ditos crimes, mas sabe que he certo que a Mulher o tras debaixo do pé dandolhe cornudo, diante de gente, tambem sabe por o ver e ser publico que o dito Luis Pinhão, e sua Mulher Donna Victorianna vivião pobremente, e nesse tempo, vivião com honra sem nocta alguã porem dipois de imfamada sua mulher e viver do torpe lucro que dito tem [ilegível], e suas filhas, com gallas custozas, bom adejo de caza, com escravos, sem outro modo de vida mais, de que possa ter lucro, e mais não disse e asignou... João da Sylva Torres"; [fl. 79] "Tambem sabe por ser publico e escandelozo, que o Dor. ouvidor Actual vive escandellozamente, com Donna Victorianna mulher cazada com Luiz Pinhão de Mattos, e entra e say publicamente a vista de seu marido a quem ella traz de baixo dos pes, e lhe chama corno sem pejo nem cautella, a coal no tempo que viveo com modestia, sem fama viveo em pobreza e depois, que perdeo o temor de Deos, e vive enfamada tem bom fausto de gallas, e adejo de casa"; [fl. 81 v.] "O Alferes Francis Pereyra Morador Nesta Villa e cazado na Cidde. do Ryo de Janeyro de idade que disse ser de setenta e dous annos, que vive de negocio, natural da Freguesia de Sam Morto. de quilhobreu Termo do Bispado do Porto (...) [fl. 82 r.] Tambem sabe por ser publico e escandelloso que Donna Victorianna, he concubinada com o Doutor ouvidor dessa Comarca e entra e say, em sua casa a toda a hora sendo mulher casada, e a vista de seu marido, que com temor della, se entende, com sente. Da mesma sorte sabe por ser publico e escandelloso, que João Pinto de Miranda entra e say, em casa da dita Donna Victorianna, por causa de sua filha com que tratta e he publico, da mesma sorte sabe por ser publico e escandelloso, que o Doutor intendente vive publica e escandellosamente com hua Digo concobinado, com hua filha do Doutor José Manoel de Sequeyra, de quem tem filhos...; [fl. 83 v.] "O Alferes Theodoro Moreyra, morador nesta villa que vive de nego. de idade que disse ser de cincoenta annos, natural da Frega. de Santa Natidade da Pedreyra do Conco. de Vinhão e do Bispdo. de Braga... [fl. 84 r.] Também disse por ser publico e escandelloso, que Donna Victorianna vive concubinada com o Doutor ouvidor desta comarca, e contente que suas filhas [ilegível] mulheres, e na mesma casa entra o Alferes João Pinto de Miranda comcobinnado, com Thereza..."; [fl. 84] logo após este assento, vem a lavra do visitante da Freguesia de Nossa Senhora do Pilar, com data de 9 de novembro de 1774

Vitalina Theodózia da Silva: 1880 - Senhora de Oliveira - Silvério Gonçalves Dutra - Eugênia Francisca da Silva

Zulmira Fioravanti: Ver no Google